Sábado, 25 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

Cidades Segunda-feira, 18 de Abril de 2016, 07:39 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Segunda-feira, 18 de Abril de 2016, 07h:39 - A | A

TRÊS TIROS NA CABEÇA

Principal suspeito de matar policial é preso na casa da mãe

MAX AGUIAR

Em ação integrada entre Polícia Militar e investigadores da Polícia Civil, as forças de seguranças conseguiram deter em menos de doze horas o principal suspeito de ter executado o policial militar, sargento Danilo Neves Ramires, 51 anos, na manhã de domingo, no CPA III.

 

PMMT

Suspeito

 

Diego Da Silva Paiva, estava escondido na casa da mãe, no bairro Osmar Cabral, em Cuiaba e foi detido por volta das 21h. Ele é o acusado de ter discutido com o policial há pelo menos uma semana e ontem foi “cobrar a bronca”.

 

Segundo a delegada Silvia Pauluzzi, Diego chegou com outros dois amigos e foram direto no policial, que estava fazendo bico de segurança em supermercado.

 

“Ele foi direto no sargento e roubou sua arma. Mandou Danilo deitar no chão e disparou três vezes contra a cabeça do PM. Um dos comparsas ainda tentou roubar a moto, mas não conseguiu ligá-la e fugiu a pé. Diego e outro comparsa saíram em um Fox”, explicou a delegada.

 

O assassinato foi por volta das 10h de domingo. Desde então os policiais começaram as buscas. Ciopaer, Bope, Rotam, Inteligência da Polícia Civil e até a Força Tática de Várzea Grande começaram a procura pelos responsáveis pelo assassinato do policial.

 

Por volta das 21h agentes da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), encontraram Diego escondido na casa da mãe. Com ele foi encontrado uma pistola calibre ponto 40, que pode ser a roubada do policial.

 

Diego passará por audiência de Custódia nesta segunda-feira. Na noite de domingo ele prestou esclarecimentos à delegada Silvia Pauluzzi, que ainda frisa que a morte foi motivado por uma rixa. “Eles discutiram há uma semana e resultou em mais um homicídio”, completou.

 

O velório do Policial Militar está sendo na Capela Jardins, no bairro Bandeirantes, em Cuiabá. O sepultamento será às 16h no Cemitério Parque Bom Jesus de Cuiabá, no bairro Parque Cuiabá.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Lu Kuyabana 18/04/2016

Palmas pra policia em geral.

positivo
0
negativo
0

1 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros