Sábado, 13 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,95
libra R$ 5,95

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,95
libra R$ 5,95

Cidades Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2022, 19:19 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2022, 19h:19 - A | A

TRÊS ANOS ALOJADOS

Prefeito de VG diz que governo garantiu construção de 50 casas para famílias do ginásio

Kalil comentou que está buscando a execução do projeto com o governo para alocar 19 famílias que vivem no espaço

CLARYSSA AMORIM E RAFAEL COSTA
Da Redação/Do Local

Pelo terceiro ano, diversas famílias que estão alojadas no Ginásio Valdir Pereira, no bairro Mapim, em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá), vão passar o Natal vivendo no local. Segundo o prefeito Kalil Baracat (MDB), o município está buscando junto ao governo de Mato Grosso a construção de 50 casas populares para alocar as 19 famílias que estão vivendo no ginásio.

Cerca de 70 famílias foram despejadas do Residencial Colinas Douradas II. Desde então, as famílias foram se encaixando embaixo da estrutura metálica, na quadra de esportes, onde vivem de forma insalubre. O espaço foi separado pelas famílias com lonas para, ao menos, terem alguma privacidade.

“Nós temos feito algumas ações já com aquelas famílias, era 70, caiu para 29 e, agora, são 19 famílias. Já fazemos assistencialismo com cestas básicas, acompanhamento de saúde, foram ofertadas vagas de emprego, mas, infelizmente, não conseguiram fixar nos empregos”, disse Baracat.

Para tentar resolver o problema, o prefeito disse que o governador Mauro Mendes (DEM) garantiu que Várzea Grande será contemplada com o programa do Estado que vai construir casas sociais em vários municípios.

Segundo Kalil, ele ainda não forneceu o “aluguel social”, porque tem essa tratativa com o governo do Estado na construção das casas. Ele chegou a comentar sobre o aluguel, porque as famílias alocadas no ginásio cobram desde que começaram a morar no local.

“Já estou buscando com o governo do Estado construir 50 casas populares para alocar essas famílias. Tem uma tratativa também na retomada do conjunto habitacional Colinas Douradas, onde a gente pode colocar essas famílias e, posterior a isso, não dando certo, vamos construir o aluguel social. Já temos a área [para casas populares]. As casas são construídas em tempo recorde, de 90 a 120 dias. Já discuti isso com o governador Mauro Mendes e ele nos garantiu a execução desse projeto”, finalizou.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Mario 01/02/2023

Em momento algum ele falou que iria da casa ,já teve uma reunião, o promotor falou que se não aceitamos o aluguel sócial a prefeitura vai entrar com pedido de despejo , aí os moradores do ginásio muitos assinaram que aceitaria pq ficaram com medo de tira eles de lá e não ter dinheiro nen pra pagar aluguel

positivo
0
negativo
0

Tiago 01/02/2023

Mentira ele disse que não vai da casa nenhuma, ele falou que será aluguel de 600$ por um ano

positivo
0
negativo
0

2 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros