Segunda-Feira, 03 de Agosto de 2020, 16h:21

Tamanho do texto A - A+

Pastor e mãe do presidente da Assembleia de Deus morrem em Barra do Garças

Por: JOYCY AMBRÓSIO

Reprodução

MAEEPASTOR.jpeg

O pastor da Assembleia de Deus Beneamito Borges de Moraes Camargo morreu no último sábado (1º), na cidade de Barra do Garças (516 km de Cuiabá), em decorrência da Covid-19.

Ele era conhecido na cidade como Pastor Camargo, além de sua atuação na igreja era vendedor em uma loja de materiais para construção no município.

Camargo estava internado no Hospital MedBarra há 25 dias, mas não conseguiu vencer a doença. Ele é o oitavo pastor da Assembleia de Deus que perde a vida para o novo coronavírus.

LEIA MAIS: Pastor da Assembleia de Deus de Nobres morre por Covid-19

O Sindicato dos Comerciários de Barra do Garças lamentou a morte do pastor pelas redes sociais.

“Beneamito Camargo era um dos mais antigos filiados ao Sindicato dos Trabalhadores no Comércio de Barra do Garças e Região. A diretoria do Sindicato dos Comerciários se solidariza com sua companheira Rose Barros Ferreira, suas filhas, todos familiares e amigos, pedindo a Deus que conforte o coração de cada um”, diz trecho da publicação.

Mãe do presidente da Assembleia de Deus

No mesmo sábado (1º), também morreu, em decorrência da Covid-19, na cidade de Barra do Garças, a mãe do presidente da Assembleia de Deus, pastor Osmar Noronha, dona Antônia Gonçalves, de 89 anos.

Em nota de pesar, a Assembleia de Deus do município lembrou da religiosa fiel. A senhora tinha 76 anos de Assembleia de Deus e nunca teria deixado de tomar uma Ceia do Senhor.

“Como diz a Bíblia, a irmã Senhorinha viu os filhos dos seus filhos, netos e bisnetos. O que conforta é a certeza de uma vida dedicada a Deus com muito temor. O que podemos é orar para que Deus possa confortar a família e amigos”, trecho da nota.

Casos de Covid-19 em MT

O boletim informativo de domingo (02) da Secretária Estadual de Saúde, informou que o Estado tem 53.440 casos confirmados da Covid-19 e 1.902 óbitos provocados pela doença.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei