Terça-feira, 28 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,62
libra R$ 5,62

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,62
libra R$ 5,62

Cidades Segunda-feira, 30 de Maio de 2016, 11:58 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Segunda-feira, 30 de Maio de 2016, 11h:58 - A | A

PARALISAÇÃO GERAL

Fórum Sindical apresenta contraproposta sobre RGA e deflagra greve geral

JESSICA BACHEGA

O Fórum sindical, que representa,  32 sindicatos de servidores do Estado, irá apresentar uma contraproposta ao Governo até o início da tarde desta segunda-feira (30). De acordo com os sindicalistas, o Fórum chegou ao consenso de oferecer ao secretário de Gestão, Julio Modesto, a proposta de que os 11,28% da Recomposição Geral Anual (RGA), referente ao ano de 2015, seja paga em parcelas até o fim do ano e de forma retroativa ao mês de maio, quando deveria ter sido paga na sua integralidade. “Vamos deixar nas mãos do Governo decidir. Nós já flexibilizamos ao máximo a negociação”, afirmou o representante do Fórum, James Rachid Jaudy.

 

Mayke Toscano/GCOM-MT

forum sindical

 

Em reunião realiada na manhã desta segunda-feira (30), na Secretaria de Gestão (Seges), o secretário Modesto disse aos sindicalistas que o governo só pode pagar 5% dos 11,28% previstos. Além de pagar menos da metade das perdas inflacionárias, o secretário também afirmou que esse valor seria pago em duas parcelas, uma delas em setembro e a última em janeiro de 2017, não retroativas ao mês de maio.

 

A proposta do Executivo foi recebida com surpresa e decepção pelos sindicalistas, que lutam há meses para receber a RGA, paga aos servidores do Estado no mês de maio desde 2004. “O que o secretário nos disse não é nada agradável. A proposta foge totalmente do que esperávamos e nos decepcionou muito. Outros poderes receberam seus RGAs e todos fazem parte do Estado. Porque tratar diferente?”, disse Jaudy.

 

Durante a entrevista coletiva cedida pelo Fórum, foi informado que 28 das 32 categorias do Fórum já confirmaram greve a partir desta terça-feira (31) na Capital e interior. Apenas 30% dos servidores serão mantidos para atender à comunidade nos serviços essenciais.

 

“Queremos trabalhar. Não é a intenção de ninguém parar, mas tudo tem limite. Foi uma decepção total. Esperamos 11,27¨% e recebemos 5%. Ano passado foi a mesma coisa, recebemos os 6,2% em duas vezes. Aceitamos em prol do Estado Novo. O governo alegava que estava com caixa quebrado, contas da Copa e agora vem de novo com os mesmos argumentos”, afirma o sindicalista.

 

Em todas as reuniões com o Fórum, o secretário Juílio Modesto afirmou que não é possível pagar a RGA porque os gastos com a folha de pagamento já extrapolaram o limite de segurança de 49% determinado pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e que, caso fosse paga a recomposição, haveria atraso no pagamento dos servidores. “Não podemos honrá-lo [RGA], para não atrasar a folha de pagamento”, disse o secretário. 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

ARREPENDIDO DE VOTAR EM TAQUES 30/05/2016

DEPOIS DO GOVERNO DE CARLOS BEZERRA TEREMOS O GOVERNO TAQUES QUE SERÁ O FLAGELO DO FUNCIONALISMO PUBLICO, NÃO NOS ESQUEÇAMOS NAS ELEIÇÕES DE DARMOS NOSSO VOTO DE PROTESTO A ELES. DIGA NÃO A TAQUES E A QUEM ELE APOIA E SE ELE SE CANDIDATAR QUE NÃO RECEBA NENHUM VOTO DO FUNCIONALISMO PUBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO.

positivo
0
negativo
0

Lucas 30/05/2016

Alguém ensine a esse povo do fórum que não pode fazer contraproposta sem consentimento das bases, por favor! Caso contrário, a única saída será derrubar esse povo dos sindicatos! vai rebaixar as pautas das categorias lá longe! No ano passado deixaram parcelar e nesse ano propõem o parcelamento.

positivo
0
negativo
0

2 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros