Brasil Segunda-feira, 19 de Setembro de 2011, 15:27 - A | A

Segunda-feira, 19 de Setembro de 2011, 15h:27 - A | A

ÁGATA 2

Operação militar põe 7.000 para vigiar fronteiras no Sul e MS

Objetivo da ação é reprimir crimes comuns nessa faixa do território e aumentar a presença de forças de segurança

DA FOLHA DE SÃO PAULO

Divulgação

Cerca de 7.000 militares do Exército, Marinha e Aeronáutica iniciaram uma operação de patrulha em fronteiras dos três Estados do Sul e em Mato Grosso do Sul.

O objetivo da ação, batizada de "Operação Ágata 2", é reprimir crimes comuns nessa faixa do território e aumentar a presença de forças de segurança.

A ação começou na última sexta-feira (16). No sábado, a Marinha fez inspeções nos rios Paraná e Iguaçu e no lago de Itaipu, na região de Foz do Iguaçu (PR). Dezesseis barcos foram abordados.

Também estão previstas ações como bloqueios em estradas, repressão a garimpos ilegais e abordagens a aeronaves suspeitas.

As fronteiras com Uruguai, Argentina e Paraguai nos quatro Estados somam cerca de 3.500 km.

Os militares vão atuar em cooperação com as polícias dos Estados, PF, Ibama e Receita Federal. O prazo para a conclusão das atividades não foi divulgado.

A ofensiva faz parte do plano de fronteiras lançado pela Presidência em junho.

Na Amazônia, as Forças Armadas já haviam comandado a Operação Ágata 1, em agosto. Houve apreensões de madeira clandestina e três pistas de pouso ilegais foram fechadas.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros