Brasil Sexta-feira, 19 de Agosto de 2011, 14:23 - A | A

Sexta-feira, 19 de Agosto de 2011, 14h:23 - A | A

RECONCILIAÇÃO

Governo pede que PR volte à base e partido analisa proposta

Partido ficou irritado com a postura da presidente, que promoveu uma faxina no Ministério dos Transportes

DA FOLHA DE SÃO PAULO

Em um encontro fora da agenda oficial, a ministra Ideli Salvatti (Relações Institucionais) se reuniu na manhã desta sexta-feira (19) com o líder do PR na Câmara, Lincoln Portela (PR), e o vice-líder do governo na Câmara, Luciano Castro (PR-RR), para discutir a relação do governo com o PR.

Segundo os dois parlamentares, a ministra fez um apelo para que o partido volte à base aliada do governo. Segundo Portela, o pedido "não pode ser respondido rapidamente" porque precisa passar pelas "bases do partido".

A posição de independência e o anúncio de que o PR estava deixando a base do governo foram feitos no início da semana pelo presidente da sigla e senador Alfredo Nascimento (AM). Ele deixou o ministério dos Transportes na esteira de denúncias de irregularidades na pasta e no Dnit (departamento Nacional de Infraestrutura em Transportes), até então comandados pelo PR.

Apesar de dizer que colocaram todos os cargos do partido à disposição da presidente Dilma Rousseff, o PR, na prática, mantém todos os postos estaduais aos quais foi indicado. "São cargos à disposição da presidenta Dilma Rousseff", afirmou Portela.

Já Luciano Castro, quando perguntado se deixaria a vice-liderança do governo na Câmara por não fazer mais parte da base, afirmou que a decisão seria "deselegante" com a presidente. Disse ainda que, no cargo, pode se manter como "uma ponte" entre o PR e o governo.

O PR deixou a base por ficar irritado com a postura da presidente que promoveu uma faxina no Ministério dos Transportes, incluindo a saída do ex-ministro e presidente do PR, senador Alfredo Nascimento (AM), depois de denúncias de irregularidades.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros