Terça-feira, 21 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,10
euro R$ 5,53
libra R$ 5,53

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,10
euro R$ 5,53
libra R$ 5,53

Brasil Sexta-feira, 22 de Julho de 2016, 09:05 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sexta-feira, 22 de Julho de 2016, 09h:05 - A | A

Designer emagrece 122 quilos em quase 2 anos: "Cheguei ao meu limite"

G1

Cansado com os 212 quilos que tinha aos 26 anos, o designer de produtos Fernando Francis Mercado, de Araçatuba (SP), resolveu pegar firme na dieta e nos exercícios e em um ano e 10 meses conseguiu emagrecer 122 quilos. “Há dois anos e estava com 212 quilos, cheguei ao meu limite, e não dava mais para aguentar o peso. Eu dizia que não andava, eu me arrastava, de tão ruim que era conviver com o peso. Comecei a fazer uma dieta orientada por nutricionista e quando emagreci um pouco, comecei a fazer exercícios”, afirma.

 

Arquivo Pessoal

Fernando Francis

 

Fernando explica que não costumava fazer atividades físicas e que comia de tudo e de maneira exagerada. Para reverter o peso e chegar aos 90 quilos que tem atualmente, ele precisou suar e fazer dieta.

 

Ele explica que no começo não foi fácil, mas que a intenção era conseguir emagrecer aos poucos. “Cada dia ia emagrecendo um pouco e consegui emagrecer os 122 quilos. No começo tinha muita dificuldade, fui a uma nutricionista para rever minha dieta e fui a médicos para ver minha saúde, que estava boa, apesar do peso. Tinha apenas pressão alta por causa mesmo da obesidade”, afirma.

 

Como tinha vergonha do próprio corpo, Fernando primeiro começou a emagrecer fazendo dieta, comendo sempre em poucas quantidades e evitando tudo que podia aumentar seu peso. A intenção era perder peso antes de começar, o que para ele era o mais complicado: os exercícios. “Fazer exercício era muito difícil, era gordo, tinha vergonha de caminhar na rua. Comecei o regime em casa mesmo e conforme fui emagrecendo, comprei um saco de boxe e comecei a dar uns socos para queimar calorias. Quando emagreci mais um pouco comecei a caminhar”, diz.

 

Fazer exercícios físicos era muito difícil, tinha vergonha, era gordo, tinha vergonha de caminhar na rua"

 

Fernando Mercado

Agora com a autoestima elevada e com 90 quilos na balança para 1,80 m de altura, o objetivo dele não é mais perder peso. “Tento treinar pelo menos cinco vezes na semana e agora estou malhando para ganhar massa. Deixei de emagrecer para ganhar massa. Hoje confesso que como de tudo, mas bem menos exagerado e sem comer tudo rápido. Hoje tenho uma alimentação bem melhor”, afirma.

 

Doença na obesidade

Duas situações que ajudaram Fernando a querer emagrecer foi a perda da mãe por causa de um câncer e de um problema de saúde que ele teve, chamado erisipela, que é uma infecção cutânea. Dentre as pessoas do grupo de risco para a infecção estão as com excesso de peso.

 

“Estava precisando do empurrão para começar a fazer dieta e isso me ajudou a dar um rumo diferente na minha vida. Minha mãe morreu de câncer e ela falava muito para eu emagrecer e quando ela morreu comecei a dar mais valor para a saúde”, afirma.  Segundo o designer, essa infecção poderia piorar e causa até uma trombose na perna.

 

Peso novo, vida nova

Além de ter mais disposição para fazer exercícios físicos e ‘não se arrastar’ mais quando anda, Fernando diz que ser mais magro lhe proporciona coisas que quando era obeso tinha dificuldades em fazer. “O que me dá prazer hoje são coisas fáceis como comprar uma roupa em qualquer loja, colocar um tênis, amarrar o cadarço, caminhar sem ficar ofegante, dormir, porque antes tinha apneia, acordava cansado. Coisas que parecem simples, mas para mim ganhou uma importância muito grande”, afirma.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros