Quarta-feira, 24 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,59
euro R$ 6,07
libra R$ 6,07

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,59
euro R$ 6,07
libra R$ 6,07

Brasil Segunda-feira, 18 de Março de 2024, 17:15 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Segunda-feira, 18 de Março de 2024, 17h:15 - A | A

Apagão no centro de SP: Moradores da região reclamam. Santa Casa opera com gerador

CONTEÚDO ESTADÃO
da Redação

Um apagão deixa bairros na região central de São Paulo, sem energia elétrica nesta segunda-feira, 18. Segundo a Enel, empresa responsável pela distribuição na capital paulista, a interrupção do fornecimento de energia seria fruto de uma ocorrência na rede subterrânea.

De acordo com a distribuidora, equipes estão atuando para reparar os problemas e identificar as causas que ainda não são conhecidas. Um hospital e clientes prioritários da área sem energia irão receber geradores disponibilizados pela empresa.

A Santa Casa de Misericórdia afirmou em nota que os setores de internação e emergência do Hospital Sede, na Rua Doutor Cesário Motta Júnior, estão sendo alimentados por geradores próprios. No local, procedimentos ambulatoriais e cirurgias eletivas foram reprogramadas.

O hospital destacou que não há previsão de reestabelecimento de energia no local por parte da Enel.

Nas redes sociais, moradores relatam o problema nas regiões da Rua Augusta e Rua da Consolação. O problema afeta também áreas de Santa Cecília e Higienópolis, de acordo com os relatos.

Apagões tem motivado críticas contra a Enel

A Enel tem estado no centro das atenções dos moradores da cidade de São Paulo em razão das sucessivas interrupções de energia nos últimos meses. As quedas no fornecimento durante o verão ocorreram em cenários ligados a tempestades que afetaram a cidade, derrubando árvores e atingido a rede elétrica. A concessionária diz atender aos chamados e agir para o rápido restabelecimento do serviço.

Um apagão em novembro do ano passado motivou críticas do prefeito Ricardo Nunes (MDB) contra a empresa. Nunes chegou a acionar a Justiça e a Aneel, agência federal, contra a Enel diante das interrupções no fornecimento. A Justiça chegou a determinar que a empresa aperfeiçoasse seu plano de contingência, enquanto a agência regulatória disse na oportunidade que acompanhava a situação.

A ocorrência desta segunda-feira, no centro da cidade, não ocorreu em razão de eventos climáticos como os anteriores. A cidade vê uma onda de calor nos últimos dias e, no momento da interrupção, não havia registro de chuva na região.

(Com Agência Estado)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros