Brasil Terça-feira, 15 de Novembro de 2011, 13:48 - A | A

Terça-feira, 15 de Novembro de 2011, 13h:48 - A | A

OCUPAÇÃO

29 fuzis são encontrados no 3º dia de ocupação policial na Rocinha

Bope encontrou 19 fuzis e 2 pistolas na Rua 2 no início da tarde desta terça

PORTAL G1

Imagem da Internet

A operação Choque de Paz já tinha apreendido mais de 42 fuzis, uma submetralhadora, duas espingardas, 32 pistolas, uma pistola desmontada e 53 granadas
Policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) encontraram um total de 29 fuzis nesta terça-feira (15), feriado de Proclamação da República, terceiro dia de ocupação da Favela da Rocinha, em São Conrado, na Zona Sul do Rio de Janeiro. De acordo com a polícia, as armas foram localizadas graças a denúncias de moradores da comunidade.

No início da tarde, os agentes do Bope encontraram 19 fuzis e duas pistolas na Rua 2. Mais cedo, os policiais já tinham encontrado 10 fuzis de diversos calibres escondidos na laje de uma casa, dentro de um saco plástico, com óleo, na localidade conhecida como Roupa Suja.

"Mais importante ainda que a população continue denunciando, passando informações, com detalhes. O morador tem que dar uma referência pra gente, cor de casa, número. Isso é o mais importante para que a gente consiga obter mais êxito", afirmou o capitão Nascimento, comandante da operação do Bope nesta manhã.

Desde o dia 9 de novembro, o Disque-Denúncia já recebeu cerca de 600 ligações com informações sobre a Rocinha, 20 delas só nesta terça-feira (15). Há denúncias sobre traficantes, localização de drogas e armas, entre outras informações que estão sendo repassadas para o setor de inteligência da Secretaria de Segurança Pública. O telefone é (21) 2253-1177 e anonimato é garantido.

Neste feriado, o policiamento segue reforçado nas favelas da Rocinha, Vidigal e Chácara do Céu, que têm um dia calmo.

Na segunda-feira (14), policiais civis da 39ª DP (Pavuna) encontraram um arsenal escondido em uma cisterna cimentada, incluindo 14 granadas e quatro fuzis, na Favela da Rocinha. Segundo a assessoria da polícia, as armas estavam enterradas a 2,5 metros atrás de uma escola na comunidade. Mais cedo, policiais do Bope encontraram dois mísseis antitanques e duas bazucas na comunidade.

De acordo com o balanço oficial divulgado pela Secretaria de Segurança Pública do Rio, até as 21h de segunda-feira (14), a operação Choque de Paz já tinha apreendido mais de 42 fuzis, uma submetralhadora, duas espingardas, 32 pistolas, uma pistola desmontada, 53 granadas, 61 bombas artesanais, mais de 20 mil munições de diversos calibres e 338 carregadores diversos também foram encontrados, bem como 20 rojões e oito lunetas, com mira telescópica, três machados e um facão.

Mais de 300 quilos de drogas também foram apreendidos: 120 quilos de maconha (papelotes, tabletes e trouxinhas), 60 quilos de pasta base de cocaína, 135 quilos de cocaína refinada, 135 pedras de crack e 38 comprimidos de ecstasy. Oito pessoas foram presas.

Refinaria de drogas
O G1 teve acesso a uma refinaria “blindada”, protegida por barricadas e sentinelas da facção que dominava a favela até a ocupação policial realizada no domingo (13). No local conhecido como Terreirão, no alto do morro, além do refino da droga, os traficantes faziam festas e deixavam os inimigos na mira do fuzil.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros