Artigos Quarta-feira, 06 de Julho de 2011, 21:21 - A | A

Quarta-feira, 06 de Julho de 2011, 21h:21 - A | A

Dante: Amigo e Estadista

O governo Dante foi reformador, estruturante e preparou o estado para o futuro, desenvolvendo políticas públicas para saúde, educação, segurança pública, assistência social, meio ambiente e desenvolvimento economico. Não fez tudo, mas caminhou bastante

CARLOS AVALONE JR.

Windson Mradona/AL/MT
Convivi com Dante nos últimos 13 anos da sua vida, tendo sido secretário em seu governo, companheiro de partido, amigo e confidente e participado das campanhas políticas, dos governos que ele liderou, estando a seu lado nos bons e maus momentos, até sua partida.

Dante era meu Líder, meu ídolo e meu amigo, com ele aprendi muito, me abriu muitas oportunidades e sempre demonstrou muito carinho e atenção a toda minha família. Nos o amávamos muito.

Ele tinha prioridades claras: o amor à família, a Cuiabá, a Mato Grosso, ao Brasil e aos amigos; era um sonhador e adorava reunir-se para discutir projetos que benefíciassem a sua gente, principalmente os mais humildes.

"Sempre soube, desde muito jovem que minha vida seria a de servir minha gente".

Era um democrata convicto e na luta pela democratização do pais esteve sempre presente em todas as acoes, pois era um estrategista, trabalhava com planejamento estratégico, dormia pouco e trabalhava muito.Gostava de caminhar, principalmente no Parque Mãe Bonifacia, uma de suas paixões e andar de bicicleta pelas ruas de sua Cuiabá querida e pelas trilhas da Chapada, ir pescar no pantanal, que era, como ele dizia, o seu fio terra.

O governo Dante foi reformador, estruturante e preparou o estado para o futuro, desenvolvendo políticas públicas para saúde, educação, segurança pública, assistência social, meio ambiente e desenvolvimento economico. Não fez tudo, mas dentro das prioridades que elegeu caminhou bastante. Resolveu o maior gargalo do estado que era a falta de energia eletrica, viabilizou o gás natural, a ferrovia e mostrou ao mundo um Mato Grosso preparado para receber investimentos.

Dizia sempre: "quero ser um cacheiro viajante, mostrando ao Brasil e ao mundo, o meu Estado".

Nunca ouvi e nunca senti em Dante a vontade de ser fazendeiro, ter propriedades, acumular dinheiro e riqueza, pois era um homem simples e gostava das boas coisas que o seu salário permitia, e foi um político que mereceu a sua aposentadoria pelos 30 anos de vida pública dedicadas ao seu povo.

" A herança das desigualdades sociais,da fome e da miséria deve ser enfrentada com rigor e determinação. Jamais seremos um povo livre enquanto tivermos um só brasileiro analfabeto,um unico compatriota desempregado,uma unica criança passando fome nas ruas ou favelas."

Dante, quando meu celular toca, muitas vezes tenho a impressão que você vai estar na outra ponta, tenho muita saudade, mas sempre me recordo de você com muita alegria, mas você faz muita falta.

Cuiabá e Mato Grosso estão órfãos, e a politica sem você ficou menor. O estadista se foi.

Obrigado......

(*) CARLOS AVALONE JR é deptado estadual e foi secretário de Indústria, Comércio e Mineraçõ no Governo Dante de Oliveira.

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do site de notícias www.hnt.com.br

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros