Terça-feira, 28 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,62
libra R$ 5,62

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,62
libra R$ 5,62

Política Sexta-feira, 14 de Outubro de 2016, 21:52 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sexta-feira, 14 de Outubro de 2016, 21h:52 - A | A

REUNIÃO NO ALENCASTRO

Wilson se encontra com Mauro Mendes e pede para incluir projetos sociais na LOA 2017

DA REDAÇÃO

O prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB), recebeu nesta sexta-feira (14) o candidato a prefeito pelo PSDB, Wilson Santos. Um dos assuntos tratados foi a Lei Orçamentária Anual (LOA) com o valor de  R$ 2,1 bilhões. O governador Pedro Taques (PSDB) e o deputado federal Fábio Garcia, presidente do PSB,participaram do encontro.


No encontro, Wilson pediu para o atual prefeito incluir na LOA do próximo ano a destinação de recursos para projetos sociais, como Projeto Panela Cheia, Ser Menino e Siminina, entre outros. “Fizemos uma solicitação ao prefeito Mauro Mendes e ele se dispôs a atender, prontamente”, argumentou o candidato tucano.

Assessoria

Mauro, Wilson e Taques

 

O chefe do Poder Executivo da Capital explicou que os números demonstram que Cuiabá terá condições de contratar de R$ 150 milhões a R$ 200 milhões em financiamento para investir em infraestrutura. “Todos os demonstrativos apresentam a situação de equilíbrio da Prefeitura de Cuiabá, mas que exige gestão austera. E, para tudo que for financiamento da Caixa Econômica Federal, conseguimos aprovar financiamento do Banco do Brasil para a contrapartida da municipalidade”, justificou Mendes.

O atual prefeito informou a Wilson Santos que a LOA assegura a continuidade de obras em andamento, prevê que outras sejam licitadas no ano que vem (obras já planejadas) e muitas concluídas, como o novo Hospital e Pronto-Socorro Municipal.  Caso seja o próximo prefeito, já em 2017, Wilson terá condições, por exemplo, de construir seis Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) e fazer a reforma das praças Alencastro e Ipiranga, duas das mais tradicionais da cidade. “A reforma ocorrerá dentro de um conceito novo, na questão visual do centro de Cuiabá. E, em alguns casos, já temos recursos e até da contrapartida”, sintetizou.



Wilson Santos lembrou a qualidade técnica da equipe de Mendes, responsável pela elaboração da LOA de 2017, sob coordenação do secretário de Planejamento Guilherme Müller. “Recebemos um orçamento bem enxuto, realista e democrático”, definiu o candidato a prefeito pelo PSDB.


Em princípio, as mudanças não precisam passar novamente pelo crivo da Câmara de Cuiabá.  A LOA fixa receitas e estima despesas, bem como quanto será gasto com pessoal e encargos sociais.

Entre as despesas previstas para 2017, a de maior montante é a relacionada aos encargos sociais e gastos com folha de pagamento, que somam mais de R$ 1 bilhão. As despesas de capital, que incluem investimentos e amortização da dívida chegam a R$ 108 milhões. Já a reserva de contingência está prevista em R$ 14 milhões.

O projeto de lei da LOA continua em discussão nas comissões da Câmara de Cuiabá e deve ser votado até o próximo dia 20 de dezembro.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Mteus 15/10/2016

Mauro Mendes se for mexer no orçamento,por favor coloca neste orçamento 2017 os recursos pra asfaltar o Pq Res Dom Bosco que fica aqui ao lado do Terra Nova. Marcelo Padeiro seu secretário,só sabe falar que não tem recurso. Agora é muito engraçado é este WS mentiroso. Pensa que é fácil construir mais duas avenida em beira de córrego junto as APPs. Se fosse tão fácil, o porque até hoje todo os prefeitos que passa pela prefeitura de Cuiabá que prometeram terminar a avenida do córrego do Barbado e até hoje nada, só promessas. Ao invés que começar outra, vem aqui e termina esta do córrego do barbado que ta parada na metade.Pra o Wilson Santos ou Emanuel Pinheiro fazer novas avenidas em beira de córrego, depende de licença ambiental dos órgãos MPE, Sema. IBAMA etc. etc... sem fala nas valiosas DESAPROPRIAÇÕES milionárias nestas áreas. Não é muito mais barato e fácil vir aqui no barbado e terminar esta grandiosa avenida que vai ligar a Fernando correias via estrada do Moinho, e segue até a JULIANO COSTA MARQUE ali no shopping pantanal. Mas não, querem vender inclusão ao povo só pra ganhar o voto. Esta avenida do Barbado ta super fácil de terminar.é só entrar em acordo com o responsável o Defensor Publico o Dr Ari Praieiro .Chega de promessas candidato.

positivo
0
negativo
0

1 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros