Política Quinta-feira, 18 de Agosto de 2011, 11:38 - A | A

Quinta-feira, 18 de Agosto de 2011, 11h:38 - A | A

REBELIÃO

Líder do Governo avisa que vai orientar bancada para derrubar veto de Silval Barbosa

Chefe do Executivo vetou quatro prontos importantes do projeto de lei da Ager aprovado pelo Legislativo com anuência do Governo do Estado

 

Mayke Toscano/Hipernotícias

Depois da crise protagonizada entre o presidente da Assembleia com o Executivo, agora o líder de Governo avisa que vai se rebelar

 

O líder do governo na Assembleia Legislativa, Romoaldo Júnior (PMDB), vai tentar nas próximas sessões ordinárias, salvar a própria pele quanto ao projeto de lei que trata das licitações da Agência de Regulação do Estado (Ager), que foi aprovado no fim do primeiro semestre pelos deputados, com anuência da liderança do governo no parlamento, mas que acaba de ter quatro prontos importantes vetados pelo governador Silval Barbosa (PMDB).

“Vou orientar a bancada do governo para derrubarmos o veto em plenário”, disse Romoaldo, se referindo ao principal veto da matéria, que se refere ao monopólico do transporte intermunicipal.

O parlamento aprovou que, com a mudança, o Estado ficaria dividido em oito regiões, conhecidas como mercados e cada uma teria duas empresas de ônibus responsáveis pelo transporte intermunicipal, ou seja, com isso 16 empresas arcariam com essa demanda. Entretanto, o Executivo barrou esse entendimento, que à época foi intermediado pelo líder Romoaldo, que hoje é alvo de críticas dos colegas parlamentares, como Percival Muniz (PPS), que teriam visto traição da liderança, depois que a Assembleia foi informada dos vetos.

“Isso foi amplamente discutido com todos os deputados, nós recuamos de outras posições porque o líder do governo bateu no peito e se comprometeu que a forma como foi votado o projeto, seria mantida pelo governador”, criticou Muniz.

Mas Romoaldo disse estar ciente do compromisso que fez com os colegas e que não concorda com o veto.

“Vou avisar o governador que não vou rever minha posição, pois, para mim compromisso é compromisso e eu vou honrar o que fiz com os deputados, orientando a base governista pela derrubada do veto”, salientou o líder.

Com os vetos do Paiaguás, deputados como Emanuel Pinheiro (PR) e Dilmar Dal Bosco (DEM) dispararam críticas à presidente da Ager, Márcia Vandoni que teria responsabilidade direta na decisão pelos vetos.

Coube ao presidente da Assembleia Legislativa, José Riva, defender Vandoni, salientando que a responsabilidade pelos vetos são diretas do governador, que não respaldado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE).

COLETIVA

O vice-governador de Mato Grosso, Chico Daltro (PP), concede entrevista coletiva às 15h30, no Palácio Paiaguás, para explicar o motivo pelo qual ocorreram os vetos.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros