Terça-feira, 16 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,94
libra R$ 5,94

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,94
libra R$ 5,94

Política Quarta-feira, 28 de Dezembro de 2022, 09:24 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quarta-feira, 28 de Dezembro de 2022, 09h:24 - A | A

AVALIA DEIXAR MDB

Janaina classifica como "estelionato eleitoral" abraçar direita e depois se bandear para esquerda

Afirmativa dela foi feita nesta terça-feira (27), após ser perguntada sobre quais rumos ela decidiu tomar

ALEXANDRA LOPES
Da Redação

A deputada estadual Janaina Riva (MDB) avaliou que permanecer num partido que defenda um governo de esquerda possa comprometer o futuro político de quem apoiou, de forma contundente, a candidatura do presidente derrotado Jair Bolsonaro (PL) nas eleições gerais de outubro. A parlamentar usou o termo "estelionato eleitoral" para definir a situação. 

A afirmativa dela foi feita nesta terça-feira (27), após ser perguntada sobre quais rumos decidiu tomar, ao admitir, na semana passada, que estuda deixar a agremiação emedebista por conta de uma aliança formada pelo partido com o presidente diplomado Lula (PT) a partir do próximo ano. Ela, contudo, preferiu não revelar com quais siglas abriu conversa.

Segundo a impressa nacional, no governo petista, o MDB deve ficar com três pastas, dentre elas o Ministério do Planejamento, com a senadora Simone Tebet.

LEIA MAIS: Janaína Riva avalia deixar MDB se partido firmar aliança com PT em apoio a Lula

"Qual que é minha preocupação? Não quero que transpareça para o eleitor que nós, que apoiamos o Bolsonaro, estejamos agora com ele (Lula). Eu disse ao Carlos Bezerra (presidente do MDB) que estou preocupada com a eleição daqui dois anos, daqui quatro anos, não com nós nos mantermos ou não, mas o partido aqui, de forma majoritária, apoiou uma candidatura de direita. A gente tem que se posicionar como nós fizemos nas eleições ", avaliou Janaina.

Para a emedebista de Mato Grosso, em um estado que demonstra rivalidade obstinada com essa questão de esquerda e de direita, permanecer na sigla seria um estelionato eleitoral.

"Se a gente não fizer isso (se posicionar), é um estelionato eleitoral. É você ganhar de um lado e depois se bandear pro outro. Ficar em um partido, hoje, que defenda um governo de esquerda compromete futuro político não só o meu, mas dos nossos prefeitos também", destacou.

Nesse sentido, Janaina sugeriu que os membros se reúnam para tratar sobre esse tema.

"Mato Grosso vai ter uma dependência nesse sentido? Não vai? Eu sei que, para o governo federal, pouco importa o que nós estamos pensando aqui, mas se posicionar sobre isso acho que é importante para o eleitor saber que ele não foi enganado e nem iludido".

"Torço para que Lula faça um bom mandato. Espero que Mato Grosso seja beneficiado através das boas práticas do governo, que isso possa ser feito. Mas eu não acredito no governo. Essa é uma opinião pessoal", pontuou.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Pedregal 28/12/2022

Certinha será governadora de Mt podem Esperar e quem se aliar com esse bando de ladroes do pt lá na frente o povo não perdoa . E sem essa de querer colar a imagem dela com a do pai , não a nada que possa abalar a carreira correta que ela faz

positivo
0
negativo
0

Cpa 28/12/2022

Coitadinha, quem trás a imagem do honesto pai, não deveria falar isso. Ela não vai filiar a nenhum partido. Pois todos estão se alinhando ao novo governo. Foi infeliz na fala

positivo
0
negativo
0

2 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros