Terça-feira, 25 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,39
euro R$ 5,79
libra R$ 5,79

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,39
euro R$ 5,79
libra R$ 5,79

Política Sexta-feira, 17 de Maio de 2024, 12:26 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sexta-feira, 17 de Maio de 2024, 12h:26 - A | A

PREPARATIVOS

Expectativa do PL é que Nelson Barbudo assuma mandato de Amália na próxima semana

O presidente do Partido Liberal em Mato Grosso, Ananias Filho, orientou o primeiro suplente a acompanhar correligionários para bancada seguir unida

CAMILA RIBEIRO
Da Redação

O presidente do PL em Mato Grosso, Ananias Filho, disse ao HNT que a expectativa é que o primeiro suplente Nelson Barbudo (PL) assuma o mandato da deputada federal Amália Barros (PL) na próxima semana. A vacância da cadeira foi reconhecida nesta quinta-feira (16) e Barbudo foi convocado pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). Geralmente, as sessões ordinárias são realizadas nas noites de quarta-feira, porém, ainda não há nenhuma audiência deliberativa agendada na Câmara dos Deputados. Segundo calendário da Casa de Leis, a sessão mais próxima será em 28 de maio para a votação de vetos do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). 

LEIA MAIS: Arthur Lira convoca Nelson Barbudo para assumir cadeira de Amália Barros em Brasília

"O Barbudo ainda não me comunicou nada, mas acho que a posse já é nesta semana que vem. O presidente Lira já reconheceu a vacância e fez a convocação. Agora, é uma questão de tempo", falou Ananias Filho nesta sexta-feira (17). 

Ananias recomendou que Nelson Barbudo mantivesse o silêncio até ser empossado na Câmara. O primeiro suplente está recluso em sítio no interior de Mato Grosso e não atende a nenhum telefone. A reportagem fez mais uma tentativa de contato nesta manhã, porém, não obteve sucesso. 

O presidente do PL também tem aconselhado o sucessor de Amália Barros a manter a unidade entre os deputados federais do PL. A orientação é para que Barbudo acompanhe o voto de Abilio Brunini, Coronel Fernanda e José Medeiros nas discussões dos projetos de leis. 

"Nós pedimos para que ele continue unido ao PL. Sabemos que cada parlamentar atua do seu modo, mas para nós é essencial que a bancada do Partido Liberal trabalhe em conjunto, buscando defender as pautas que são do nosso interesse", disse Ananias. 

LEIA MAIS: Mãe de Amália convida para missa de 7º dia da deputada federal

PRODUTOR RURAL E POLÍTICO

Nelson Ned Previdente adotou o nome político de Nelson Barbudo. O produtor rural é paulista, nascido na cidade de Poloni. Ele se radicou em em Mato Grosso no município de Alto Taquari (a 482 km de Cuiabá) onde foi eleito vereador, em 2004. 

Em 2018, concorreu a deputado federal e foi o mais votado da bancada de MT, recebendo 126 mil votos. À época, Barbudo ainda era filiado ao PSL que depois se fundiu ao Democratas dando origem ao União Brasil.

O ex-deputado foi vice-líder do bloco bloco PL, PP, PSD, Solidariedade e Avante. Foi o 1º vice-presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural e membro titular da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Ele também participou da Comissão Especial de Parcerias Público-Privadas (PPP). 

MORTE DE AMÁLIA

Amália Barros morreu aos 39 anos, na madrugada deste domingo (12), no Hospital Villa Nova Star, em São Paulo. A deputada federal ficou 11 dias internada em Unidade de Terapia Intensiva para retirada de tumor no pâncreas. O estado de saúde evoluiu para grave e Amália precisou passar por outras cirurgias, entre elas, uma no fígado. Durante o procedimento, a deputada acabou não resistindo. O corpo de Amália foi velado na Estação da Educação, em Mogi Mirim, sua cidade natal. O sepultamento ocorreu no Cemitério da Saudade, em jazigo da família, onde o pai dela está enterrado. 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros