Política Segunda-feira, 03 de Outubro de 2011, 13:01 - A | A

Segunda-feira, 03 de Outubro de 2011, 13h:01 - A | A

FORA DO NINHO

Edivá oficializa saída do PSDB após 15 anos de militância em Cuiabá

Tucano resolve deixar o partido e migrar para a nova sigla que, em Mato Grosso, é comandada pelo deputado José Riva; presidente do PSDB quer a vaga e Edivá diz que não tem medo

NOELMA OLIVEIRA

Câmara de Cuiabá

Depois de militar por mais de uma década, Edivá Alves migra para o PSD, onde ele diz que conseguirá se reeleger
O vereador por Cuiabá Edivá Alves confirmou que está deixando o PSDB para ingressar no PSD. Ele entrega ainda na tarde desta segunda-feira (3) o pedido de desfiliação do partido, que militou por mais de uma década. O PSDB promete ir à Justiça para reaver a vaga na Câmara de Vereadores.

Edivá deixa o PSDB por um partido que tenha menos dificuldades para construir o seu projeto de reeleição. Pelos cálculos do ainda tucano, dificilmente o partido fará a mesma bancada que tem hoje na Câmara, com quatro parlamentares.

O parlamentar segue para o PSD a convite de políticos com os quais militou junto no PSDB e em partidos aliados do tucano, como o presidente do PSD de Cuiabá, o deputado federal licenciado Eliene Lima, e o ex-deputado estadual Carlão Nascimento. Os três são professores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFT-MT);

Edivá está no quarto mandato de vereador em Cuiabá. Ele disse que não teme qualquer punição do PSDB. O parlamentar esclarece que a legislação permite a troca de partido, desde que seja para uma nova agremiação.

“Estou procurando um espaço melhor para trabalhar a reeleição, que não tenho hoje no PSDB”, explicou o parlamentar. Ele afirmou que antes de tomar a decisão buscou orientação jurídica para que tenha sustentação a sua saída do PSD.

Neste final de semana, o presidente do PSDB de Cuiabá, deputado estadual Guilherme Maluf, reforçou que estará cobrando os mandatos dos filiados que deixarem os partidos. O deputado diz que está cumprindo uma orientação nacional do PSDB.

“Quem deseja sair do partido tem toda liberdade, mas o PSDB vai cobrar juridicamente sim os mandatos de cada militante tucano que deixar a legenda. Essa é uma orientação nacional que vamos cumprir a risca aqui em Cuiabá”, ressaltou Maluf, em nota divulgada neste domingo.

Edivá é o terceiro vereador de Cuiabá que se filia ao PSB. Toninho de Souza e Everton Pop oficializaram a adesão desde quinta-feira passada. Os deixaram respectivamente o PDT e o PP. O vereador Leve Levi, que está licenciado da Câmara , também ingressa no novo PSD.

RECUO

Os vereadores Paulo Borges (PSDB) e Clovito Hugueney (PTB) também têm convites para se filiar ao novo partido. O tucano já recuou de sair do ninho tucano, enquanto Clovito, apesar de insatisfeito no partido, deverá continuar no PTB. Oficialmente, ele ainda alega que está avaliando a situação.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

helio 03/10/2011

O leonardo de Oliveira esta fora tambem.....oficializa a saida esta semana tamebmmm

1 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros