Política Quarta-feira, 06 de Abril de 2011, 12:47 - A | A

Quarta-feira, 06 de Abril de 2011, 12h:47 - A | A

SORRISO

Chicão Bedin teme que CPI da Câmara seja manipulada contra ele

"A raposa vai cuidar do galinheiro", acusa prefeito, por CPI ser composta por vereadores acusados. Oposição inverte denúncia e acusa Bedin de corrupto

 

Internet

Prefeito Chicão Bedin, de Sorriso: "A raposa vai cuidar do galinheiro"
O prefeito de Sorriso [distante 420 quilômetros de Cuiabá], Chicão Bedin [PMDB], quebrou o silêncio e pela primeira vez se posicionou quanto à Comissão Parlamentar de Inquérito [CPI], criada na noite da última segunda-feira [04] para investigar denúncias de corrupção envolvendo nomes de vereadores, secretários do município e o do próprio prefeito.

“A denúncia foi feita por mim ao Ministério Público”, ressaltou Bedin, em entrevista por telefone ao Hipernoticias, se referindo a um audio publicado na internet, que revela um diálogo entre os vereadores Chagas Abrantes [PR] e Gerson Francio, o Jaburu [PSB], e o secretário de Esportes do município, Santinho Salermo, que teria feito a gravação sem que os parlamentares percebessem.  Ouça aqui.

Chicão Bedin afirmou ter estranhado a forma como foi aprovado o requerimento da CPI, que teve duas redações diferentes, sendo que a que prevaleceu foi aquela que pedia que o próprio chefe do Executivo, autor da denúncia, também fosse investigado junto com os parlamentares envolvidos na gravação.

Contudo, o prefeito disse estar preocupado com a formação da CPI, já que o regimento interno da Câmara é claro re diz que as lideranças partidárias e os blocos partidários indicam os membros da Comissão, respeitando a proporcionalidade de cada partido. No parlamento de Sorriso há 10 vereadores, e apenas dois dão sustentação ao prefeito. Os demais formam o bloco de oposição.

Bedin avaliou que dos 10 parlamentares, quatro assinaram o requerimento, sendo um deles o autor do pedido da CPI, vereador Gerson Jaburu. Dos seis que restam, dois são de situação, outros três já estariam sendo investigados pela Justiça por supostos atos ilegais em processos anteriores.

“Tem que ter no mínimo três e o presidente da Câmara terá que se atentar para o fato de que, quando for instalada a CPI, não permitir que membros que fazem parte do processo de investigação façam parte da formação”, lembrou o peemedebista, fazendo a analogia de que, caso contrário, seria o mesmo que por a ‘raposa para cuidar do galinheiro’.

Outro aspecto alertado pelo prefeito, quanto ao requerimento da CPI, é que o texto do requerimento alega que houve gravações clandestinas. “Então, se houve gravações clandestinas, se tem essa certeza, nem precisava de CPI”, opinou.

Indagado sobre a relação estreita entre um secretário da prefeitura e vereadores da Câmara, tratando de assuntos financeiros e até comerciais, o prefeito argumentou que gravações como esta são feitas com o acompanhamento da Justiça.

“Não me refiro a esta gravação específica, mas outras gravações que fazemos nesse sentido são acompanhadas pela Justiça”, resumiu.

O peemedebista também não quis aprofundar sobre outra alegação contida no diálogo do vídeo: na relação comercial da prefeitura com a TV Record [retransmissora de Sorriso], cujo diretor é justamente o vereador Chagas Abrantes, um dos envolvidos no diálogo do vídeo.

“Tudo isso está à disposição da Justiça e é ela que vai julgar. A única coisa que me coube como prefeito foi denunciar”, limitou-se a dizer.

Chicão Bedin disse não saber como o conteúdo da gravação do vídeo foi parar na internet, já estaria nas mãos do Ministério Público e da Justiça. No Youtube, site de vídeos a gravação foi postada na conta de SpeedySilva1979, criada no dia 1° de abril deste ano.

OPOSIÇÃO

 

Internet
Vereador Chagas alega que corrupto é o prefeito
Um dos vereadores da gravação, Chagas Abrantes, também falou com o Hipernotícias. Para o parlamentar, o secretário de Esportes Santinho Salermo produziu prova contra ele mesmo ao gravar a conversa.

“No pedido para instalação da CPI consta que é para investigar o prefeito por tentativa de corrupção ativa, já que fica claro lá quando o Santinho diz que a última palavra [sobre os valores exigidos] seria do prefeito”, apontou Chagas, acrescentando que está também movendo uma ação criminal contra o secretário Santinho e o prefeito Bedin sob a alegação de denunciação criminosa e tentativa de corrupção ativa.

Abrantes reafirmou que não tem dúvidas que a investida do secretário foi uma tentativa de corromper os vereadores com o objetivo de ampliar a base política do prefeito no parlamento, hoje resumida a dois vereadores.

O Hipernotícias não conseguiu contato telefônico com o vereador Jaburu, que disse em reportagem da TV Bandeirantes [rede nacional] que estava “apenas dando corda a eles” porque estaria recebendo vários convites para fazer acerto com o prefeito.

O caso está sob a investigação do promotor de Justiça Carlos Roberto Zarour, da Comarca de Sorriso, que não quis falar sobre o assunto por se tratar de matéria corre em segredo de Justiça.

O assunto ganhou repercussão nacional, e foi retratado em reportagem da TV Bandeirantes desta manhã. Confira aqui.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros