Sábado, 13 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,95
libra R$ 5,95

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,95
libra R$ 5,95

Polícia Quinta-feira, 13 de Junho de 2024, 15:57 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quinta-feira, 13 de Junho de 2024, 15h:57 - A | A

OPERAÇÃO SICÁRIOS

Vítima de "salve" chegou a vomitar fezes em decorrência da sessão de tortura

"Salve’, sessão de espancamento promovido por facções criminosas, foi determinado depois que ‘Japão’ roubou uma motocicleta de um traficante em um bairro de VG, quando estava embriagado

SABRINA VENTRESQUI
Da Redação

Investigações da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) revelaram que Onyclei de Souza, conhecido como ‘Jhony, Trocado ou Japão’, foi brutalmente espancado por seus algozes e chegou a ter vômito fecal, ou seja, excretou fezes pela boca. A informação foi repassada pelo delegado Nilson Farias em coletiva de imprensa, na manhã desta quinta-feira (13). 

LEIA MAIS: Mulher presa na "Sicários" filmou tortura e morte de motorista de aplicativo, diz delegado

O ‘salve’, castigo que consiste em uma sessão de espancamento promovido por facções criminosas, foi determinado depois que Japão, que era usuário de drogas e chegou a ser internado em um centro de reabilitação, furtou uma motocicleta de um traficante em um bairro de Várzea Grande, quando estava embriagado. 

No dia seguinte, a família da vítima chegou a devolver o veículo ao traficante. Mas, mesmo assim, o homem acionou um ‘disciplina’ do grupo criminoso, que é uma pessoa responsável por castigar os ‘infratores’, e Onyclei foi cruelmente espancado.

Ele foi deixado na frente da casa de reabilitação Comunidade Pai André, em Várzea Grande, para ser uma espécie de ‘exemplo’ para amedrontar e dissuadir demais usuários de entorpecentes de cometerem crimes contra integrantes da facção criminosa. 

A apuração da Polícia Civil conseguiu identificar o traficante, apontado como mandante do crime, no entanto, ele negou e informou que as ordens para o castigo partiram de um outro homem de dentro de um presídio, mas esse suspeito já morreu e a investigação não conseguiu colher o testemunho dele. 

Até o momento, três pessoas foram presas por envolvimento no caso apontados pela 'Operação Sicários'. A investigação continua para apurar se o mesmo grupo é responsável por outros ‘salves’ ocorrido neste ano em Várzea Grande. 

“Foram produzidos elementos de provas, tanto técnicas quanto testemunhais, e agora foram cumpridos três mandados de prisão temporária para que esse tipo de crime possa ser cerceado, não podemos aceitar um poder paralelo. O Estado é que manda na sociedade, que organiza a sociedade. Não existe um outro poder que vá atuar paralelamente ao Estado”, pontuou Nilson Farias. 

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros