Polícia Terça-feira, 02 de Agosto de 2022, 16:42 - A | A

Terça-feira, 02 de Agosto de 2022, 16h:42 - A | A

HORÁRIO DE ALMOÇO

Policia penal faz buscas por dois detentos que fugiram da PCE

Equipes da Polícia Penal já estão realizando buscas nas proximidades

AMANDA DIVINA
Da redação

Policiais penais estão realizando buscas para localizar dois detentos que fugiram da Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá, no início da tarde desta terça-feira (2). Trata-se de Wellington Borges da Conceição Silva, 29 anos, e Adriano Fernando dos Santos Lima, 28 anos.

Reprodução

pce

 

De acordo com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), os detentos fugiram por volta das 11h30.

Eles estavam trabalhando na área interna da unidade e aproveitaram o horário do almoço para fugir.

Equipes da Polícia Penal já estão realizando buscas nas proximidades.

MORTOS NA PCE

Na tarde do último sábado (30), Diego Rodrigues dos Santos, de 29 anos, e Juliano Rodrigo Pereira, de 35 anos, foram encontrados mortos nos raios 4 e 6. A principal suspeita é de que os assassinatos tenham sido motivados por rixa entre facções criminosas. 

Com isso, as visitas programadas para os dias 6 e 7, além dos dias 13 e 14 deste mês, foram suspensas. Diego foi encontrado morto no raio 4 e Juliano foi encontrado sem vida no raio 6. Os raios foram inaugurados há menos de dois anos.

Em breve manifestação, a Secretaria de Estado de Segurança Pública informou que trabalha para esclarecer as mortes ocorridas na PCE e em outras duas unidades prisionais de Mato Grosso nos últimos quatro dias - um detento encontrado morto na Mata Grande, em Rondonópolis, nesta segunda-feira, e dois no presídio do Capão Grande, em Várzea Grande, encontrados nesta terça.

"A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) está trabalhando de forma integrada para elucidar as mortes ocorridas nas unidades penais de Cuiabá, Rondonópolis e Várzea Grande.

Os casos estão sendo investigados pela Polícia Judiciária Civil e agências de Inteligência das Polícias Penal e Civil para o levantamento das informações relacionadas às mortes".

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros