Sexta-feira, 19 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,58
euro R$ 6,09
libra R$ 6,09

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,58
euro R$ 6,09
libra R$ 6,09

Polícia Terça-feira, 11 de Junho de 2024, 15:09 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 11 de Junho de 2024, 15h:09 - A | A

PERÍCIA COMPROVOU LESÃO

Homem é preso pela Polícia Civil suspeito de estuprar a filha de apenas 6 anos

Abuso ocorreu durante o final de semana quando o pai, que tinha guarda compartilhada, ficava com a filha

DA REDAÇÃO

Um homem de 47 anos, suspeito de abusar sexualmente da própria filha de 6 anos de idade, foi preso em flagrante pela Polícia Civil, na noite de domingo (9), em ação realizada pelos policiais da Delegacia de Campinápolis (658 km a leste de Cuiabá).

As diligências iniciaram após a equipe plantonista da delegacia receber a comunicação do Hospital Municipal para apuração de uma possível situação de estupro de vulnerável, em que havia forte indícios de que uma criança de seis anos havia sido abusada pelo pai, que tinha direito a guarda compartilhada.

A criança passou por perícia médica, sendo constatado o fato e também direcionada para o apoio psicológico. Ainda dentro dos trabalhos, foram requeridas as medidas protetivas de urgência para a mãe e familiares da criança.

Diante das evidências, a equipe de investigadores se deslocou até a residência do pai da criança, que foi conduzido até a delegacia, interrogado e autuado em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável. O preso foi encaminhado para audiência de custódia e a prisão em flagrante foi convertida em preventiva.

O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil. 

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros