Terça-Feira, 15 de Setembro de 2020, 20h:36

Tamanho do texto A - A+

Adolescente que matou Isabele é internada no Complexo Pomeri

Por: LUIS VINICIUS

adolescente alphaville.jpg

 

Atualizada às 22h24

A adolescente de 15 anos que matou Isabele Guimarães Ramos, 14 anos, no condomínio de luxo Alphaville 1, em Cuiabá, foi internada no Centro Sócioeducativo Menina Moça, no Complexo Pomeri por volta das 22h desta terça-feira (15). Ela deve permanecer internada pelo período de 45 dias.

A menina chegou à Delegacia Especializada do Adolescente (DEA) no início da noite, acompanhada da mãe, Gaby Cestari e do pai, o empresário Marcelo Martins Cestari e deve ser encaminhada ao Complexo do Pomeri, localizado ao lado da delegacia.

A família chegou pelos fundos da DEA. Também estava no local o advogado de defesa dos Cestari, Artur Osti. 

Vídeo obtido pelo HNT/HiperNotícias mostra o momento em que a menor deixa a delegacia para se dirigir ao Instituto Médico Legal (IML), onde passaou por exames antes de ser internada. 

A apreensão da adolescente foi requisitada pelo Ministério Público de Mato Grosso (MPMT), no último dia 8 de setembro, após a conclusão do inquérito policial (IP) realizado pela Polícia Civil. Os autos foram remetidos ao juízo da 2ª Vara da Infância e Juventude de Cuiabá que acatou a solicitação do MP e determinou a apreensão da jovem nesta terça-feira (15).

A adolescente, segundo o Estatuto da Criança e Adolescente (ECA), poderá ficar três anos internada.

As representações foram protocoladas por ato infracional análogo ao crime hediondo de homicídio doloso, isto é, quando existe a intenção de matar. A adolescente deverá ser levada ao Centro de Atendimento Socioeducativo de Cuiabá (Case), no Complexo Pomeri. A unidade fica localizada no bairro Planalto, em Cuiabá.

Os pedidos foram baseados no IP presidido pelo delegado Wagner Bassi, da Delegacia Especializada do Adolescente (DEA). Durante coletiva de imprensa realizada no dia 3 de setembro, a autoridade policial informou aos jornalistas que a adolescente teve a intenção de matar Isabele. Ela foi responsabilizada pelo ato infracional análogo ao crime hediondo de homicídio doloso.

VEJA VÍDEO

Avalie esta matéria: Gostei +17 | Não gostei - 7