Nó De Cachorro Quinta-feira, 30 de Junho de 2022, 11:05 - A | A

Quinta-feira, 30 de Junho de 2022, 11h:05 - A | A

Viúvas do VLT

Alan Cosme/HiperNoticias

image

Alan Cosme/HiperNoticias

O governo de Mato Grosso apresentou um recurso ao Tribunal de Contas da União (TCU)  sobre o BRT e, agora, aguarda que o ministro Aroldo Cedraz coloque a matéria em plenário para que o Estado faça sua defesa e reverta a decisão da Corte que impediu o pressegimento da implantação do modal em Cuiabá e Várzea Grande. A principal argumentação do Estado será a falta de jurisdição do órgão, já que, na obra, não serão utilizados recursos federais.

Rógério Gallo, chefe da Casa Civil, afirmou que também irá contestar as informações ‘mentirosas’ que o prefeito Emanuel Pinheiro anexou ao processo. Segundo o secretário, houve consulta pública, aprovação da Assembleia Legislativa e decisão do conselho metropolitano. O que o TCU deveria investigar, na avaliação dele, são as ‘viúvas do VLT’. “Elas é que têm que explicar porque essa paixão louca pelo VLT”, disse.

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Benedito Addor 30/06/2022

Sobre o VLT e a área chamada de Ilha da Banana, em frente à Igreja do Rosário/São Benedito, conheço é a Mártir do VLT. Dona RITA, moradora antiga da área que, em julho de 2012, recebeu correspondência e visita do pessoal da Agecopa, dizendo que a casa não era mais sua, por causa do VLT. Encontrei Dona RITA na porta de sua casa, muito nervosa, que me disse que queriam tomar sua casa. Procurei tranquiliza-la, mas não teve jeito, sendo hipertensa, alguns dias após fiquei sabendo que tinha tido um gravíssimo AVC, ficando paralisada no corpo inteiro, mal mexia a cabeça. Depois ficamos sabendo que, o Decreto do Governador Silval, de Julho de 2012, só tornava área destinada à Desapropriação aquela em frente ao Morro da Luz, por onde passaria os trilhos do VLT. A área em frente à Igreja do Rosário, onde ficava a casa de Dona RITA, não era abrangida pelo Decreto. A visita ameaçadora à Dona RITA, que causou pânico e originou o AVC, foi criminosa. Casa errada e pessoa errada. Em Dezembro de 2012, o Governador Silval fez uma complementação ao Decreto de Julho, englobando as casas em frente à Igreja do Rosário. A essa altura, Dona RITA já estava, na casa, paralisada, mantida com aparelhos num Home care. Permaneceu assim até sua morte. É a Mártir do VLT na Ilha da Banana. E nada de VLT. VLT até matou gente.

1 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros