Mundo Terça-feira, 06 de Dezembro de 2011, 18:15 - A | A

Terça-feira, 06 de Dezembro de 2011, 18h:15 - A | A

ESTUDO

Presidentes dos EUA vivem mais que a média dos homens

Estudo registrou que, apesar do aparente envelhecimento, os presidentes americanos viveram mais do que a média dos homens

PORTAL DO TERRA

Cabelos grisalhos e uma testa enrugada surgiram na maioria dos presidentes dos EUA logo após eles terem deixado o governo, mas um estudo divulgado nesta terça-feira disse que a maioria viveu mais do que a média dos homens. Algumas pesquisas sugeriram que os presidentes dos EUA envelhecem duas vezes mais rápido do que as outras pessoas enquanto estão no poder. O demógrafo S. Jay Olshanky da Universidade de Illinois de Chicago decidiu ver se isso era realmente verdade.

O estudo dele, publicado nesta terça-feira no Journal of the American Medical Association, exclui os quatro que foram assassinados: Abraham Lincoln, John Kennedy, James Garfield e William McKinley. "Dos 34 presidentes que morreram de causas naturais, 23 viveram mais que o esperado com envelhecimento acelerado, com uma idade média de morte de 78 anos, enquanto a idade estimada de morte (com envelhecimento acelerado) era 67 anos", escreveu.

Envelhecimento acelerado significa que para cada dia no governo, dois dias de vida foram subtraídos do tempo de vida estimado do homem de sua idade, no ano em que ele governou. Em outras palavras, quatro anos de mandato representariam oito anos de vida a menos. Assim, a maioria dos líderes viveu uma média de 11 anos a mais do que era esperado se eles tivessem envelhecido duas vezes mais rápido enquanto estavam no poder.

Entre os 11 presidentes que morreram mais novos que o esperado, o tempo de vida médio deles foi de 62,1 anos, apenas cerca de 5 anos a menos que a média dos homens nesses períodos. Olhando para o tempo de vida da média dos homens ao longo do tempo, Olshansky descobriu que era 73,3 anos. O tempo de vida médio observado de todos os 34 presidentes mortos não foi muito diferente, 73 anos.

"O estudo não encontrou evidências de que os presidentes americanos morreram mais cedo, em média, que outros homens dos EUA", escreveu. A diferença no tempo de vida foi mais acentuada quando ele analisou os primeiros oito presidentes dos EUA, de George Washington, em 1789, a Martin Van Buren que assumiu em 1841.

A média de tempo de vida deles era de 79,8, enquanto a expectativa de vida de outros homens na mesma época era menos de 40. "Nós sabemos que o status socioeconômico tem um efeito extremamente poderoso sobre a longevidade agora e provavelmente foi no passado", disse ele, notando que quase todos os dez presidentes americanos tinham ensino superior, todos eram ricos e tinham acesso a serviços médicos.

"Não morremos de cabelos grisalhos e pele enrugada", disse Olshansky, que ficou interessado no assunto depois de um aumento de matérias no começo no ano sobre como o presidente Barack Obama, agora com 50 anos, parecia estar envelhecendo tão rápido. "O que estamos vendo no presidente Obama não é inconsistente com o que vemos com qualquer outro homem de sua idade nos Estados Unidos ou em qualquer outro lugar".

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros