Mundo Sábado, 30 de Abril de 2011, 08:39 - A | A

Sábado, 30 de Abril de 2011, 08h:39 - A | A

Otan minimiza ameaça de ofensiva do Taleban como propaganda

Chegou a 50 o número de militares estrangeiros mortos em combate com os talebans em abril, o mês mais mortífero deste ano para as forças da Otan

DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS

A Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) minimizou neste sábado o anúncio do grupo islâmico Taleban de que lançará a partir deste domingo uma "ofensiva de primavera" contra os militares estrangeiros no Afeganistão.

Um oficial da Otan em Bruxelas afirmou que o Taleban está investindo em "propaganda" para mostrar vitórias na batalha contra a aliança, mas alertou que a coalizão já ampliou a segurança.

O oficial disse ainda que a ofensiva visa a prejudicar o processo de transição da segurança das forças internacionais para as forças de segurança afegãs, previsto para começar ainda este ano. "É um sinal de impotência e desespero" do Taleban, criticou o oficial.

Mais cedo, a agência afegã de notícias AIP informou que o Taleban anunciara o lançamento de uma ofensiva batizada de "Badar" (Primavera), informou.

No comunicado, emitido a partir da cidade de Kandahar, no sul do Afeganistão, o autodenominado Conselho Taleban precisou que a ofensiva responde a "nossas obrigações religiosas" e acontecerá "em defesa de nossos legítimos direitos".

A ofensiva terá como alvos os soldados estrangeiros, os serviços de inteligência e os membros do Parlamento e do governo afegãos, em ataques contra bases, comboios e instalações militares, assinala o texto.

O anúncio acontece depois de seis supostos talebans e três soldados da Isaf (Força Internacional de Assistência à Segurança) morrerem nas últimas 48 horas em ataques em vários pontos do território afegão.

Com esses enfrentamentos, chegou a 50 o número de militares estrangeiros mortos em combate com os talebans em abril, o mês mais mortífero deste ano para as forças da Otan destacadas no Afeganistão.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros