Mundo Terça-feira, 28 de Junho de 2022, 21:45 - A | A

Terça-feira, 28 de Junho de 2022, 21h:45 - A | A

EUA anunciam novas medidas para controlar varíola dos macacos, após alta de casos

CONTEÚDO ESTADÃO
da Redação

Em resposta a um surto surpreendente e crescente de varíola dos macacos, as autoridades de saúde dos Estados Unidos expandiram na terça-feira, 28, o grupo de pessoas recomendadas para serem vacinadas contra o vírus que provoca a doença.

Elas também disseram que irão fornecer mais vacina contra a varíola, trabalhar para expandir os testes e adotar outras medidas para tentar se antecipar ao surto.

"Continuaremos a tomar medidas agressivas contra esse vírus", disse o coordenador de resposta à covid-19 da Casa Branca, Ashish Jha, que também tem desempenhado um papel na forma como a administração lida com a varíola.

O governo disse que está expandindo o grupo de pessoas que são aconselhadas a se vacinar para incluir aqueles que podem perceber por conta própria que podem ter sido infectados.

A contagem de casos continua a crescer. Até hoje, os EUA identificaram 306 casos em 27 Estados e no Distrito de Columbia. Mais de 4,7 mil casos foram encontrados em mais de 40 outros países fora das regiões da África onde o vírus é endêmico.

Não houve mortes nos EUA e autoridades dizem que o risco para o público americano é baixo, mas que agem para garantir medidas para lidar com o problema crescente.

(Com Agência Estado)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros