Mundo Sexta-feira, 28 de Outubro de 2011, 11:03 - A | A

Sexta-feira, 28 de Outubro de 2011, 11h:03 - A | A

DESEMPREGO

Desemprego na Espanha sobe para 21,52% e é recorde desde 1996

Além disso, o número de famílias com todos seus integrantes desempregados é de 1,4 milhão, ou seja, cerca de 58 mil mais que no trimestre anterior

FOLHA.COM

O desemprego na Espanha subiu para 21,52% no terceiro trimestre deste ano, chegando a quase 5 milhões de pessoas, segundo a EPA (Enquete de População Ativa) divulgada nesta sexta-feira. Outro indicador divulgado hoje mostrou que a inflação permaneceu estável em outubro, a 3%.

No mercado de trabalho, o índice de desemprego medido é um recorde entre os países desenvolvidos e o nível mais elevado desde 1996, quando atingiu 21,6%.

No fim de setembro, o número de pessoas sem trabalho na Espanha era de 4,978 milhões, contra 4,83 milhões no fim de junho (20,89%), segundo o INE (Instituto Nacional de Estatísticas).

A ocupação diminuiu em 146.800 pessoas entre julho e setembro, com o número de empregados ficando em cerca de 18 milhões, enquanto a taxa de atividade foi de 60%.

Além disso, o número de famílias com todos seus integrantes desempregados é de 1,4 milhão, ou seja, cerca de 58 mil mais que no trimestre anterior.

O IPC (Índice de Preços ao Consumidor) , por sua vez, permaneceu praticamente estável em comparação ao mês passado em 3%, segundo os dados provisórios do instituto.

Houve uma queda de 0,1 ponto percentual em relação ao mês de setembro. Segundo a instituição, a queda é consequência, principalmente, da estabilidade dos preços da energia elétrica frente à alta do ano anterior.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros