Mundo Quarta-feira, 28 de Setembro de 2011, 11:42 - A | A

Quarta-feira, 28 de Setembro de 2011, 11h:42 - A | A

CRUELDADE

Brasileira é morta a facadas nos EUA; suspeito está preso

A busca pelo suspeito provocou o bloqueio de estradas, o fechamento de três escolas da região e revistas em carros

PORTAL UOL

Imagem da Internet

Patrícia emigrou para os EUA há quatro anos e trabalhava em uma lanchonete e com serviço de limpeza
A brasileira Patrícia Fróes, 24, foi morta a facadas em Marshfield, no Estado americano de Massachusetts. Seu corpo foi encontrado na última segunda-feira (26). O crime desencadeou uma grande busca policial pelo principal suspeito, o companheiro dela, o também brasileiro Marcello Almeida, 41. Ele foi capturado em uma área arborizada da cidade e levado ao hospital local. Ele será acusado por assassinato, segundo a promotoria do distrito de Plymouth.

No sábado, Patrícia deixou o apartamento onde morava com Marcello, no segundo andar de um prédio em Marshfiled após uma discussão descrita como violenta. Parentes e amigos descrevem o relacionamento do casal como "volátil e violento". Um vizinho no primeiro andar teria oferecido a Patrícia um lugar para ficar enquanto ela se decidia o que fazer em seguida, segundo o "Boston Globe".

No entanto, Patrícia voltou ao apartamento para buscar roupas para ir trabalhar, por volta das 8h (horário local) de segunda-feira (26), quando encontrou Marcello, segundo o vizinho. Segundo os investigadores, Marcello teria esfaqueado Patrícia repetidas vezes e teria se ferido durante a ação. Ela morreu no hospital trinta minutos depois de ter sido golpeada.

Às 11h30 (horário local), do mesmo dia, Marcelo foi capturado. A busca pelo suspeito provocou o bloqueio de estradas, o fechamento de três escolas da região e revistas em carros.

Segundo Claudia da Silveira, prima da vítima, Marcelo teria espancado Patrícia outras vezes. A vítima teria tentado romper com o companheiro em diversas ocasiões, mas sempre reatava a relação. "Ele dizia: por favor, volte. Tudo vai mudar", disse Claudia. Segundo o "Boston Globe", o casal tem um filho de cinco anos. Patrícia e Marcelo são de Frei Inocêncio, em Minas Gerais.

Patrícia emigrou para os EUA há quatro anos e trabalhava em uma lanchonete e com serviço de limpeza. Segundo o "Plymouth Daily News", o serviço de imigração americano INS (Immigration & Naturalization Service) não possui registro de que Marcelo estivesse no país legalmente. A polícia local e o promotor Timothy Cruz, de Plymouth, disseram ter confiscado um "passaporte brasileiro questionável" quando Marcelo foi capturado na última segunda-feira.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros