Quarta-feira, 24 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,59
euro R$ 6,07
libra R$ 6,07

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,59
euro R$ 6,07
libra R$ 6,07

Esportes Terça-feira, 06 de Dezembro de 2022, 09:17 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 06 de Dezembro de 2022, 09h:17 - A | A

COPA DO MUNDO

Marrocos e Espanha se enfrentam em busca de vaga nas quartas de final

O Marrocos já igualou a melhor participação em Copas do Mundo de sua história; do outro lado, a Espanha aposta em uma geração jovem

METRÓPOLES

Em momentos distintos na Copa do Mundo do Qatar, Marrocos e Espanha entram em campo em busca de uma vaga nas quartas de final. Enquanto os africanos tentam a classificação para fazer história, os campeões de 2010 apostam em uma geração jovem para jogar as desconfianças para escanteio e continuar o caminho para o bicampeonato na competição.

Como foi na primeira fase

A Espanha começou a Copa do Mundo de maneira avassaladora e não teve pena da Costa Rica: com uma grande partida de Ferrán Torres, Gavi e companhia, os comandados de Luís Enrique empilharam logo sete contra o adversário. Depois disso, os espanhóis foram econômicos: apenas um gol no empate com a Alemanha e outro na derrota para o Japão.

Os dois últimos resultados, inclusive, fizeram com que a Espanha chegasse à última rodada dependendo apenas de si, mas ainda com chances de deixar a competição de maneira precoce. E, por cerca de 20 minutos, esse foi o cenário que assombrou os europeus. Aliada ao revés da Alemanha, a derrota dos campeões de 2010 os colocou fora da Copa.

Entretanto, os algozes do Brasil em 2014 viraram o marcador e ajudaram La Roja – que, no fim, conquistou a classificação em segundo no grupo.

Já o Marrocos brilhou em seu grupo, e a primeira posição não foi por acaso. Logo na estreia, os marroquinos não apenas seguraram a Croácia, como também tiveram chances para vencer a disputa. Nas partidas seguintes, duas vitórias: 2 x 0 contra a Bélgica, e 2 x 1 contra o Canadá.

Apesar de manter menos posse de bola nas três partidas da primeira fase, o Marrocos arriscou bastante e teve uma média de sete chutes a gol por jogo. Os africanos só perderam nessa estatística no empate sem gols contra a Croácia.

Números

A Espanha ficou em segunda no seu grupo, mas teve o melhor ataque da primeira fase, ao lado da Inglaterra: nove gols marcados. Entretanto, a fome de gols ficou apenas na estreia contra a Costa Rica. Depois disso, a Fúria marcou um gol contra a Alemanha (empate em 1 x 1) e outro contra o Japão (derrota por 2 x 1). Os artilheiros da seleção são Álvaro Morata, com três bolas na rede, e Ferrán Torres, com duas.

 Os resultados colocaram o Marrocos como uma das melhores seleções na primeira fase da Copa do Mundo. Com sete pontos, Ziyech e companhia ficaram atrás de Inglaterra e Holanda apenas nos saldos de gols, com a melhor defesa dessa etapa, empatados com Brasil, Croácia, Tunísia, Estados Unidos e Holanda. Foram quatro gols marcados e apenas um sofrido.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros