Empreendedor Terça-feira, 02 de Agosto de 2011, 15:52 - A | A

Terça-feira, 02 de Agosto de 2011, 15h:52 - A | A

TREINAMENTO

ONG entrega prêmios para jovens emprendedores em Cuiabá

Associação reconhece iniciativa de estudantes do Ensino Médio

KARINE MIRANDA

Imagem da Internet

A ONG Associação Junior Achievement Mato Grosso realizou a premiação do programa Mini Empresas na segunda-feira (1) e mostrou todo o potencial de empreendedorismo que Cuiabá possui. Setenta e seis alunos do 2° ano do Ensino Médio de três escolas públicas e particulares da Capital receberam certificados de jovens empreendedores que teve como foco a formação de líderes.

A associação surgiu nos Estados Unidos e está presente no Brasil há mais de 30 anos. Em Mato Grosso, ela iniciou as atividades em 2005 e vem realizando programas nas mais diversas escolas, séries e períodos de duração. Todos trabalhados de forma lúdica e com atividades práticas.

De acordo com Sandra Vianna, diretora executiva Junior Achievement-MT, o objetivo do projeto é capacitar os jovens para atuar no primeiro emprego especialmente porque se trata de um conhecimento empreendedor e sócioambiental adquirido na prática. Os estudantes permanecem por quatro meses desenvolvendo atividades como a fabricação própria de produtos que são vendidos em oficinas organizadas por eles.

Em prática há 26 anos, esse projeto dá aos jovens a oportunidade de planejar e operacionalizar um negócio. Eles administram uma sociedade anônima estudantil na qual os jovens elegem uma diretoria; pesquisam produtos; levantam o capital inicial por meio da venda de ações; compram insumos; produzem e vendem. Ao chegarem ao final do programa distribuem os dividendos aos acionistas, pagam salários e doam os impostos a uma entidade assistencial.

O Mini Empresas é acompanhado por voluntários das áreas de marketing, finanças, recursos humanos e produção, que explicam os fundamentos da economia de mercado e da atividade empresarial através do método Aprender-Fazendo, onde cada integrante se transforma em um miniempresário.

Os estudantes são orientados por esses voluntários (advisers) que passam a esses jovens um pouco de sua vivência empresarial possibilitando que eles tenham uma visão de negócios e da realidade do mercado de trabalho. “Os benefícios são muitos como acesso a informações do mundo dos negócios, atividade prática de empreendedorismo e encaminhamento para o profissionalismo. É uma experiência única de trabalho ainda na escola”, finaliza Sandra.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros