Empreendedor Sábado, 09 de Abril de 2011, 17:27 - A | A

Sábado, 09 de Abril de 2011, 17h:27 - A | A

ESPECIAL

Cláudio Mattos: Um case de sucesso

“O segredo do sucesso é o umbigo no balcão”, ensina o empreendedor que começou vendendo gravatas na faculdade para pagar o curso de Direito, e hoje veste o governador do Estado

 

Mayke Toscano/Hipernotícias

Com a mesma fachada tímida na rua 24 de outubro, a elegante marca de roupas masculina Cláudio Mattos comemorou no mês de março nove anos de existência. O homem à frente do negócio - cujo nome vai impresso nas etiquetas de finos ternos e sapatos - já se perguntou diversas vezes o porquê do sucesso de seu empreendimento e nunca chegou a uma resposta exata. Mas, de uma coisa ele sabe e afirma: “Ninguém vai onde é maltratado”.

Abrir as portas em 20 de março de 2002 foi apenas o simbólico ato inaugural que daria sequência a um sagrado hábito para Cláudio Mattos: abrir pessoalmente as portas de sua loja ao amanhecer todos os dias. E também fechá-las no fim do expediente. Ele é o primeiro a entrar e o último a sair. Segundo suas palavras: “O segredo do sucesso é o umbigo no balcão”. Além do rotineiro ritual, perseverança e disciplina foram fundamentais para dar início e alento ao negócio. “Tinha dias em que eu pensava em nem abrir. Durante três anos a loja passou por dificuldades muito sérias devido ao capital de giro, o ponto exclusivo, a fachada que intimida.”

Em meio a atribulações, o empreendimento foi achando meios de sobreviver. E uma das justificativas de sua clientela tão fiel se deve a essa sobrevivência fortalecedora. Clientes que acompanharam a época em que Cláudio ainda vendia gravatas na faculdade para bancar o curso de direito, até a nova leva - que abrange anônimos profissionais liberais, executivos, juízes, desembargadores, políticos e ilustres personalidades. No hall, que em breve será materializado com uma galeria de fotos na loja, se encontram o finado ex-governador José Garcia Neto, o professor Aecim Tocantins e o atual governador Silval Barbosa, a quem atende desde que era deputado estadual. “É um homem simples, humilde, tranquilo de lidar. Quando a gente fecha a porta, ele se sente em casa, dentro do próprio closet”.

ATENDIMENTO EXCLUSIVO. PREÇO JUSTO

“A loja é bonita, exclusiva, mas é para o cliente. O nosso preço é justo, e a forma de trabalhar também”. O empresário salienta que a sofisticação e o tratamento de primeira são para todos, indiscriminadamente. E não é cobrado nada a mais por isso. “A clientela chega, chama por mim ou pelo Lucas, o funcionário. Nós temos o cliente como um amigo. Para atendê-lo bem e suprir suas necessidades eu faço o que for preciso”. E isso consiste em atender noivo prestes a casar e secretário prestes a tomar posse.

Quando veio de Rondonópolis para Cuiabá, em 1994, para lançar-se no segmento do comércio - o mesmo de sua família - foi assaltado já no terceiro dia, ficando “apenas com a roupa do corpo”. Cláudio não se via vendendo roupas femininas, mas até chegar onde atualmente se encontra, foi vendedor ambulante de sapatos, e mais tarde de roupas masculinas - que vendia na faculdade, quando começou a cursar direito. Certo dia, ao se deparar com o ponto de nº 751 da rua 24 de outubro, soube que estava em negociação. E fez do carro estacionado do outro lado da rua, seu único investimento aplicado.

“Meu lucro é quase o dobro do que eu investi, multiplicado por nove anos. Em números, estou muito satisfeito”.

Cláudio não ambiciona abrir uma grande cadeia de lojas, mas pensa em futuramente aumentar o atual espaço – que continua o mesmo desde 2002, salvo algumas manutenções. A ampliação, segundo ele, vai dar oportunidade a outros amantes do segmento em pôr em prática a dedicação de vestir bem a clientela.

VENDO SÓ O QUE EU USARIA

Ao abastecer os cuiabanos com o que há de melhor em vestimenta masculina, Cláudio Mattos se utiliza do princípio de vender apenas o que gostaria de usar. Camisas, ternos, calças, bermudas, gravatas e sapatos de diversos modelos, cores e tecidos - para agradar até ao mais exigente, incluindo o público infantil. A grade de gravatas é a mais numerosa da cidade, segundo o empresário. “No começo a nossa grade era muito tímida, com pouquíssimas peças. Hoje contam mais de duas mil. Com o tempo você vai sentindo o que o cliente quer, e em cima disso oferece mais opções”.

Os ternos também merecem destaque, tendo 70% das vendas direcionadas a eles. Esse número expressivo revela algumas características de comportamento entre os consumidores: “Cuiabá hoje exige desse público uma forma diferenciada de trabalhar e se vestir. A cada dez ternos que vendo nessa loja, vendo uma calça jeans. Significa que o cliente está exigente, quer o melhor que nós temos”.

Para Cláudio Mattos, Empreender é: Perseverança!

 

 1. Dicas para quem quer iniciar um empreendimento

Ficar surdo, mudo e cego para as dificuldades e confiar nos objetivos, acreditar neles, porque é preciso foco. Quando se tem um foco, você consegue chegar lá.

2. O que é mais difícil: ganhar um cliente novo ou fidelizá-lo?

O mais difícil é trazer o cliente para a loja. Depois que ele entra, a dificuldade acaba. Ele volta, consome, passa a ser um amigo. Eu não conheço um cliente que já comprou um terno e que não voltou para comprar outro.

3. O Custo Brasil é realmente um obstáculo para empreender?

O Custo Brasil é um obstáculo muito grande. É fora de base. Não conseguimos acompanhar a moda e a evolução do consumo por conta disso. Quando o produto chega ao Brasil ele já está defasado. A pessoa vai comprar um par de óculos, parcela em 10 vezes, um tênis em cinco, seis, e até terminar de quitar esse parcelamento ela já não consome mais o produto. E isso retarda a cadeia produtiva e de consumo, porque temos que repassar esse alto custo aos produtos.

Mayke Toscano/Hipernotícias e arquivo pessoal

 

 

 

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Leidy Daiana 17/06/2011

Quero parabenizar pelo sucesso, pois voce merece. É uma pessoa que se preocupa em vestir bem os cliente,e isso conta muito hoje em dia. Te desejo Cláudio muito sucesso....

Lucas Perrone 02/04/2011

Sempre bom ver os velhos amigos de Rondonópolis... parabéns Claudio..

2 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros