Economia Terça-feira, 24 de Maio de 2011, 19:02 - A | A

Terça-feira, 24 de Maio de 2011, 19h:02 - A | A

MINERAÇÃO

Multinacional Anglo American estuda exploração de níquel em Comodoro

Potencial já detectado dá para extração de 36 mil toneladas por ano. Investimetno de implantação é de R$ 2,5 bilhões

DA REDAÇÃO

 

Assessoria
Comitiva do prefeito Marcelo Beduschi e veradores de Comodoro visita mineração Anglo American
A multiancional sul-africana Anglo American Mineração realiza estudos para a exploração de níquel no Morro Sem Boné, no município de Comodoro, que pode resultar na extração de 36 mil toneladas do minério por ano, e investimentos de R$ 2,5 bilhões na região.

As informações foram repassadas ao prefeito de Comodoro, Marcelo Beduschi, que visitou a Mineração, acompanhado de um grupo de seis vereadores da cidade. O projeto de exploração faz pesquisas no Morro Sem Boné e imediações, localizado há cerca de 100 Km do núcleo urbano de Comodoro, há mais de 15 anos.

Segundo a assessoria da prefeitura de Comodoro, no acampamento onde trabalham 61 profissionais da Anglo American Mineração. De acordo com o geólogo responsável pela pesquisa, Jomar Stabili de Farias, a mineradora multinacional atua em diversos países desde 1917 e possui mais de 203 mil funcionários. As pesquisas apontam a existência de uma grande quantidade de níquel no solo comodorense.

O geólogo explicou que para montar no município uma base de extração do minério, a empresa precisa constatar que haverá material para no mínimo 20 ano de exploração, tendo em vista o alto investimento na instalação.

"Por enquanto já encontramos material suficiente para 17 anos de trabalho, mas se não for viável para a Anglo American a exploração, repassamos o projeto então para alguma outra empresa com menor fluxo de extração do minério", afirmou Jomar.

Caso comece a exploração na região, a mineradora vai atuar nos moldes da base instalada em Barro Alto (GO). A extração anual deverá ser entorno de 36 mil toneladas de níquel, e vai gerar 750 empregos diretos, além de outros 3,5 mil indiretos. "Mas, por enquanto, ainda estamos na fase de pesquisas", reforçou o geólogo.

O responsável pela pesquisa adiantou que caso a mineradora entre em funcionamento no local, não há nada definido quanto a logística de escoamento da produção. "Mesmo assim, temos procurado colaborar com a pesquisa, na medida do que nos tem sido possível", garantiu o prefeito de Comodoro, ao destacar a recente construção de oito pontes e a manutenção na estrada que liga o município a região da pesquisa.

Criada em 1917 com minas na África do Sul, a Anglo American possui operações nos cinco continentes, fala mais 20 idiomas e gera cerca de 107 mil empregos. O lucro operacional da Anglo American plc. em 2009 foi de US$ 5 bilhões, declarado no site da empresa. (Com informações da assessoria de comunicação da prefeitura de Comodoro)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

 

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros