Cuiabanália Sexta-feira, 30 de Setembro de 2011, 11:30 - A | A

Sexta-feira, 30 de Setembro de 2011, 11h:30 - A | A

LANÇAMENTO

Ivens Scaff lança seu primeiro livro de poesias no Sesc Arsenal

Com 160 páginas e mais de 500 poesias, o Kyvaverá é um ode de amor a Cuiabá

DA REDAÇÃO

 

Divulgação

 

Ao longo de 40 anos, Ivens Cuiabano Scaff reuniu espontaneamente papéis de diversos tamanhos e formatos preenchidos com poesias que escrevia em momentos de inspiração. O resultado de guardar por tanto tempo as memórias da cidade de Cuiabá estão reunidas em seu mais novo livro que será lançado nesta sexta-feira (30) no Sesc Arsenal intitulado "Kyvaverá".

Médico e escritor, Ivens é conhecido por várias publicações infanto-juvenil, mas hoje modifica totalmente a sua vertente e publica uma obra inteira de poesias. O livro possui 160 páginas e mais de 500 poesias que transpiram paixão pela cidade. Dividido em quatro partes: Kyvaverá, Os meses, Arredores e Árvores, “escrito assim mesmo, do jeito que as crianças falam”, diz o autor.

A primeira parte explica a origem do nome Cuiabá e mostra o porquê do título do livro se chamar Kyvaverá, que é um termo guarani que significa rio das lontras brilhantes. A segunda narra os arredores da cidade verde, como Chapada dos Guimarães e o Pantanal. Tudo com poesia que só Ivens, tradicional cuiabano, sabe fazer. Na terceira parte, o autor faz observações sobre as estações de Cuiabá, que vai bem além do calor típico. Por fim, na última parte, ele traz as variações e predominâncias das árvores que dão o título de cidade verde a Cuiabá. “Mangueiras, cajueiros, tarumã e aricá, por exemplo, são frequentes na cidade e sem dúvida contam a nossa história. A história da cuiabania”, assegura.

Mas não somente pensando nas maravilhas de Cuiabá, que Ivens publica seu livro. Ele conta que o momento que a Capital atravessa um bom período no que se refere à evolução, traz consigo a descaracterização do que era a antiga Cuiabá que vai se perdendo. “O problema não é a mudança, mas sim, as perdas”, salienta. Assim, não se trata de uma obra saudosista, pois o autor sabe ser crítico, irônico, sagaz, sem jamais perder a levada poética.

O livro é dedicado “a todas as pessoas a quem a simples menção do nome Cuiabá evoca vibrações felizes em seus corações”, conta. Além disso, o livro proporciona aos amantes de poesias uma grande novidade. O Kyvaverá será o primeiro livro mato-grossense a ser lançado na mídia digital. Isso significa que o livro será o primeiro ebook de Mato Grosso. “Tudo para evitar o deserto que há entre obra e leitor”, afirma Ivens Cuiabano.

Já os desenhos ficaram a cargo do artista plástico Jonas Barros, que possui um olhar semelhante ao de Ivens sobre Cuiabá, segundo Ivens e, por isso, a capa do livro escolhida é de uma série do artista chamada “Remanso”. Além do lançamento de seu livro, o autor tem outro motivo para estar feliz. Hoje, o Ivens Cuiabano vai comemorar seu 60º aniversário e certamente seu melhor presente será o Kyvaverá e a presença de todos.

O lançamento ocorrerá às 19h30 no Jardim do Sesc Arsenal, sob a copa das mangueiras que está se firmando como novo ponto literário de Cuiabá. “Afinal, Porto é berço de tudo, inclusive de boas produções literárias”, finaliza.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros