Sábado, 25 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

Cidades Quarta-feira, 20 de Abril de 2016, 08:28 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quarta-feira, 20 de Abril de 2016, 08h:28 - A | A

MADRUGADA

Proprietário de boate é morto com tiro à queima roupa disparado por 'conhecido'

MAX AGUIAR

O proprietário de uma boate, que servia como prostíbulo, na cidade de Tangará da Serra (distante 240km de Cuiabá), foi assassinado com um tiro no peito, na madrugada desta quarta-feira (20). Segundo a esposa da vítima, que presenciou o assassinato, o autor do crime seria conhecido da vítima. Ele o abraçou, como se fosse conversar, e disparou um único tiro à queima roupa do empresário, que morreu no local.

 

Rádio Pioneira

HOMICIDIO - IML- TANGARÁ

 

O crime foi registrado por volta das 03h30 desta quarta-feira. A vítima, identificada como David Vicente Domingo, 38, estava cuidando da boate e servindo os clientes quando foi chamado para conversar com o suspeito do crime. Os homens estavam em um Golf de cor prata. "Eram pai e filho. Eles chegaram, pediram uma bebida. Pagaram, conversaram com algumas meninas e antes de ir embora, o pai foi até o David, o matou e fugiu pela rodovia MT-358", disse o investigador Lázaro Ribeiro.  

 

Ao ouvir o disparo, as mulheres que trabalhavam no local correram e os clientes também. A esposa de David permaneceu no quintal da boate e acionou a polícia, que registrou o homicídio. A vítima ficou caída quase na porta da boate. Por enquanto não se tem motivos para o crime. A esposa chegou a suspeitar de tentativa de roubo, mas o dinheiro foi encontrado no bolso de David. 


As autoridades policiais foram comunicadas e estiveram na boate. Eles tiveram acesso às imagens do sistema de segurança e conseguiram identificar os suspeitos. Até o momento só o filho do suspeito foi preso. Ele estava em Jangada e quando parou para tomar café da manhã em uma pastelaria, ele foi detido e deve prestar esclarecimentos. Já o autor do único tiro que matou David está sendo procurado. O caso será investigado pelo delegado João Romano, do Cisc Tangará. 

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros