Cidades Sexta-feira, 11 de Novembro de 2011, 17:02 - A | A

Sexta-feira, 11 de Novembro de 2011, 17h:02 - A | A

MISTÉRIO

Polícia diz que menina desaparecida pode ter sido vítima de traficantes

Garota de 11 anos sumiu do município de Nova Olímpia, no médio norte, e investigadora acha que ela foi levada por traficantes de crianças ou pedófilo

UOL

 

Arquivo de Família

 

A Polícia Civil de Mato Grosso já admite a possibilidade de a menina Andrelina Lima Marques, 11 anos, ter sido vítima de traficantes de crianças ou de pedofilia. Ela sumiu da casa dos pais, em Nova Olímpia (207 km de Cuiabá) há um mês, no dia 11 de outubro, e até o momento familiares não receberam qualquer notícia relacionada a ela.

Segundo a investigadora Maria Keure, que trabalha no caso desde o sumiço da menina, Andrelina saiu de casa por volta das 15 horas e avisou à mãe, Alexandra Lima, 30 anos, que iria dar uma volta, mas não disse onde. Desde então não mais foi vista.

Na avaliação da investigadora, a menina teria se encontrado de forma espontânea com alguém que conhecia, já que a roupa usada por ela quando saiu de casa era comum, o que demonstra que não havia algo planejado.

A investigadora descarta as hipóteses de ela ter saído da cidade por conta própria e que ainda esteja em Nova Olímpia ou em municípios vizinhos, como Tangará da Serra, que é cidade-polo. Maria Keuri também não acredita na morte da garota. “Se isso tivesse acontecido, já teriam surgido vestígios.”

O que mais deixa a investigadora intrigada é o fato de ninguém ter visto a menina andando pelas ruas de Nova Olímpia, um município de 18 mil habitantes. “Isso é estranho porque ela saiu numa hora de muita movimentação (véspera do Dia das Crianças)”, afirma.

A menina, segundo a investigadora, comentou com os pais que estava animada para assistir com amigas a um show humorístico de uma dupla da Capital. “Os pais também negligenciaram. Como uma criança de 11 anos sai de casa e ninguém procura saber para onde ela vai?”, disse. Andrelina completou 11 anos no dia cinco deste mês.

VERSÃO DA MÃE

A mãe da menina, Alexandra Lima, dá outra versão. Andrelina avisou que iria chamar uma amiga, conhecida por Carol, para juntas assistirem ao show da dupla humorística. A garota não chegou à casa de Carol, conforme investigou a polícia.

Alexandra disse que o comportamento da menina era normal, tanto na escola onde estudava, quanto em casa. Mas admitiu que a filha já “paquerava” um colega de sala de aula. “Encontrei inclusive um bilhete do menino dentro do caderno dela e entreguei à psicóloga”, afirmou, sem fornecer o conteúdo da mensagem.

Alexandra disse que é mãe de duas outras meninas, uma de 14, que vive há dois anos com um rapaz de 18; um garoto de 13 e uma garota de 12.

Nova Olímpia é um dos maiores municípios produtores de cana-de-açúcar de Mato Grosso. É lá que está localizada a usina Itamaraty, uma das maiores do setor sucroalcooleiro do Brasil.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros