Terça-feira, 21 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,10
euro R$ 5,53
libra R$ 5,53

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,10
euro R$ 5,53
libra R$ 5,53

Cidades Domingo, 09 de Outubro de 2016, 14:34 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Domingo, 09 de Outubro de 2016, 14h:34 - A | A

ADEPTOS AO ESPORTE

Polícia Civil realiza corrida de "Cara Limpa" contra as drogas

REDAÇÃO

Um evento que traz como mensagem a celebração da vida. Assim, a corrida de rua "De Cara Limpa Contra as Drogas" chegou, neste domingo (09.10), a sua 7ª edição, unindo atletas profissionais e adeptos à prática de esporte da região metropolitana e do interior do Estado, nas categorias geral e policial, masculino e feminino.

 

Lenine Martins/Sesp-MT

De cara limpa

 

As informações são da assessoria de imprensa.

 

A concentração e largada de mil participantes aconteceram em frente ao barracão de vistoria do Departamento de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT). Os cinco primeiros colocados das duas categorias, feminino e masculino, receberam premiação em dinheiro, troféus e medalhas.

 

A Corrida De Cara Limpa Contra as Drogas é um evento da Polícia Judiciária Civil, inserido no programa social de prevenção as drogas licitas e ilícitas. A atividade esportiva  conta com a ajuda de  mais de 60 policiais civis voluntários, policiais militares e bombeiros, patrocínio de empresas privadas e apoio do Governo do Estado e da Prefeitura de Cuiabá.

 

O delegado geral da Polícia Civil, Rogério Atílio Modelli, que concilia a prática esportiva com a função de gestor da instituição, destacou que a Polícia Civil planeja ampliar o número de vagas da corrida, para que mais pessoas possa participar do evento. "Realmente devido a função, a atividade física é minha primeira atividade do dia. E essa corrida é um evento bastante tradicional, que a cada ano tem conseguido mais inscrições, porém, o número é limitado. Temos trabalhado para ampliar o número de inscritos, para que mais pessoas possam participar", afirmou.

 

A gerente do programa, Laura Lea Correa da Costa, disse que o evento está inserido no calendário de corridas de rua de Cuiabá, com o objetivo de alertar adultos e jovens sobre as drogas e chamar a atenção da sociedade para a problemática. "O objetivo é aproximar a sociedade da Polícia Civil, unindo o esporte no combate ao tráfico de drogas e o uso de entorpecentes".

 

O secretário de Estado de Segurança Pública, Rogers Elizandro Jarbas, esteve presente na corrida e falou da importância do programa como forma de prevenção as drogas. "Esse é um dos trabalhos sociais das forças policiais, que tem colaborado muito para evitar com que crianças e adolescentes entrem no mundo das drogas", frisou.

 

União

O espírito de união familiar e entre pessoas de diferentes faixas etárias é um dos ingredientes que faz a Corrida De Cara Limpa Contra as Drogas ser considerada especial por muitos participantes. O exemplo disso vem da família da dona Edna Oliveira, que está em sua quarta corrida De Cara Limpa, e neste ano veio acompanhada dos três filhos, Pabyla Cristina Oliveira,10 anos, e dos filhos mais velhos,  Julio César Oliveira e Ana Paula Oliveira.

 

"Eu amo essa corrida, muito bem organizada. Gosto de correr em todas, mas essa é muito maravilhosa, especial. Gosto e sou acompanhada dos meus filhos. Graças a Deus estou com boa saúde. Feliz", declarou Edna.

 

Não é o desafio do percurso de 5 quilômetros, considerado pequeno para tantos atletas acostumados a desafios maiores, que atrai o público, como destaca o delegado Marcel Gomes de Oliveira. "Quatro anos de polícia e quarta corrida. Essa é uma corrida diferente pelo fato de agregar colegas da capital e do interior", disse.

 

Classificação

Os cinco primeiros colocados na 7ª Corrida De Cara Limpa Contra as Drogas subiram ao pódio para receber a premiação pelo esforço e dedicação à atividade esportiva. Na categoria Polícia Civil feminino, a escrivã da Delegacia de Entorpecentes, Deise Leite, levou o primeiro lugar. Ela falou da tranquilidade do percurso, mas disse que o calor acaba exigindo mais do atleta. "O que castiga é o calor. Mas a qualidade de vida é maior e quando você participa não tem tempo para outros vícios", disse se referindo estar viciada em corridas de rua.

 

Sexto ano consecutivo e sexta vez campeão da Corrida De Cara Limpa Contra as Drogas, o investigador Eládio Crisóstomo, de Barra do Garças, primeiro colocado com o tempo de 00:17:31, é um atleta profissional, tendo participado de várias competições pelo Brasil afora. "É uma honra para mim participar dessa corrida por ser muito bem organizada, que não perde para nenhum evento que tenho participado. É dedicação o tempo todo. O ano todo de treino. Isso faz parte do meu dia a dia", disse.

 

Na categoria geral, a atleta profissional, Nadir Sabino, foi a ganhadora de todas as edições da Corrida de Cara Limpa Contra as Drogas. "Enquanto tiver corrida estarei participando, seja como figurante, como atleta principal. Acho que qualquer coisa que você usa que não vai fazer bem para você é uma espécie de droga. O esporte é um vício gostoso e gostaria deixar uma mensagem para pessoas: venha fazer atividade física, venha para o esporte, principalmente as crianças. Parabéns para os organizadores dessa corrida", disse.

 

Fechando o primeiro lugar, na categoria geral, masculino, Urias Yostaque de Lima, pela primeira vez participou do evento e de 'cara' levou a primeira colocação em sua categoria. "É uma corrida bonita, que serve de exemplo para outras pessoas", disse.

 

 

Confira os primeiros colocados de cada categoria

Categoria Policial Civil, feminino: 1º. Deise Leite (0026:34); 2º. Lidiana Lisboa (00:26:40); 3º. Precila Maria Zilmer (00:26:54); 4º. Ronilde Maria da Silva (00:27:04); 5º. Patrícia Ortiz (00:27:20).

 

Categoria Policial Civil, masculino: 1º. Eládio Crisostomo (00:17:31); 2º. Luiz Fernando Ferreira de Almeida (00:18:15); 3º. Kleberson Lima (00:19:01); 4º. Otony Campos Leite (00:19:59); 5º. Wallace Lara Cruz de Oliveira (00:20:18).

 

Geral, feminino:  1º. Nadir Sabino (00:19:23); 2º. Andrea Cabral Andrade Luchini (00:19:48); 3º. Cassia Vicente de Miranda Hondo (00:20:07); 4º. Ana Paula Alves Silva (00:20:19); 5º.Lenir Antonia de Sene (00:20:57).

 

Geral, masculino:  1º. Urias Yostaque de Lima (00:15:04); 2º. Alison Vinicius Leão Costa (00:15:10); 3º. Fernando da Silva (00:15:32); 4º. Ivan Tulio Martins Ordano (00:15:59); 5º. Emerson Juara (00:16:26).

 

A classificação de todos os participantes será disponibilizada no site da Morro Cronometragem.

 

Pelotão Especial

Uma das novidades deste ano foi participação de 10 atletas portadores de necessidades especiais, como a cadeirante, Amanda Dias, que há pouco tempo  participa de corridas de rua. Ela destacou a sensação de liberdade em poder competir,  mesmo em cima de uma cadeira de roda. "A gente esquece por alguns momentos que é cadeirante. A prática do esporte é muito importante para todo mundo, mas para o cadeirante é ainda mais. Meu plano é continuar.Quero fazer para-canoagem também", disse.

 

Da mesma forma, o policial militar aposentado, Douglas Barros, que sofreu uma lesão medular depois de levar um tiro durante uma ocorrência de assalto, disse que o esporte trouxe vida para ele. "Renasci novamente no esporte. Participo de corrida, canoagem e ciclismo".

 

 

Premiação

Os cinco primeiros lugares,  feminino e masculino, receberão premiação. Na categoria policial civil, o 1º lugar receberá R$ 600 reais, o 2º receberá R$ 400 reais, o 3º receberá R$ 250 reais, o 4º receberá R$ 150 reais e o 5º receberá  R$ 100 reais. O total da premiação é R$ 3 mil, dividido entre os sexos, masculino e o feminino.

 

Para categoria geral, a premiação do 1º colocado é de R$ 400 reais, o 2º colocado R$ 200 reais, o 3º receberá R$ 150 reais, o 4º receberá R$ 100 reais, e o 5º lugar ganhará R$ 50 reais. A premiação soma R$ 1.800, dividido entre o feminino e o masculino.

 

Todos os corredores receberam medalhas de participação.

 

Parceiros

 

A 7ª corrida de rua “De Cara Limpa Contra as Drogas”, realizada pela Polícia Civil conta com a parceria do Governo do Estado, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Sindicato dos Investigadores de Polícia (Siagespoc), Sindicato dos Investigadores de Polícia (Sindepojuc), Associação Mato-grossense dos Delegados de Polícia (Amdepol), Sesc Pantanal, Prefeitura de Cuiabá, Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), Sicredi, Realmat, Poesy Aviamentos, MT-Cap, Prefeitura de Cuiabá, deputado Wancley, Printpress, Morro cronometragem, entre outros apoiadores e patrocinadores.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros