Segunda-feira, 24 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,42
euro R$ 5,81
libra R$ 5,81

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,42
euro R$ 5,81
libra R$ 5,81

Cidades Quarta-feira, 28 de Novembro de 2018, 14:25 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quarta-feira, 28 de Novembro de 2018, 14h:25 - A | A

EDUCAÇÃO

Detentos do CRC expõem trabalhos em feira do conhecimento

REDAÇÃO

Cerca de 200 reeducandos do Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC) expuseram nesta segunda-feira (26), durante uma feira do conhecimento realizada na unidade prisional, trabalhos realizados em sala de aula. Eles apresentaram experiências de ciências, geografica, pinturas, desenhos, fotografias e histórias sobre Mato Grosso.

 

DIVULGAÇÃO

FEIRA REEDUCANDOS

 

O evento é semestral e aborda quatro temas discutidos durante as aulas. Neste semestre foram trabalhados os temas: cultura é um lugar, com traje, cor e maneira de viver; a influência africana na cultura cuiabana; sociedade é um lugar, consciência, uma atitude e um futuro e intolerância no mundo contemporâneo.

 

A exposição foi feita pelos reeducandos do primeiro, segundo e terceiro segmentos com auxílio dos professores. Conforme o coordenador da Escola Estadual Nova Chance, José Carlos Silva, a apresentação dos produtos é feita pelos próprios reeducandos. "Eles trocam conhecimento, pois expõem e explicam o trabalho para os colegas de outro segmento".

 

Para o diretor do CRC, Winkler de Freitas, esse é um momento importante porque os internos conseguem ver o resultado da imersão em aula. "Essa é uma oportunidade dos recuperandos explicarem o que aprenderam e sentir orgulho. Assim eles podem até descobrir alguma habilidade ou afinidade com determinado tema e pensar em uma futura profissão como alternativa ao crime".

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros