Brasil Segunda-feira, 21 de Novembro de 2011, 10:02 - A | A

Segunda-feira, 21 de Novembro de 2011, 10h:02 - A | A

INTIMIDADE

Sexo é a chave da felicidade para os idosos, diz pesquisa

Estudo mostra que 60% dos idosos que fazem sexo mais de uma vez por mês se dizem ‘muito felizes’

REVISTA VEJA.COM

Imagem da Internet

Idosos com vida sexual ativa são mais satisfeitos no casamento e com a vida em geral
A frequência da atividade sexual está diretamente ligada à felicidade dos idosos, sugere estudo divulgado durante o Encontro Anual da Sociedade Americana de Gerontologia. Segundo a pesquisa, quanto mais ativa a vida sexual dos mais velhos, maiores são os níveis de bem-estar na vida e felicidade no casamento.

O levantamento considerou as respostas de 238 pessoas com mais de 65 anos de idade. Elas foram questionadas sobre a frequência da atividade sexual , níveis de felicidade, situação financeira e de saúde. Os resultados mostraram que vida sexual ativa estava diretamente ligada à felicidade conjugal de ambos os sexos.

De acordo com os dados, 60% dos idosos que faziam sexo mais de uma vez por mês se classificaram como "muito felizes", em comparação com 40% dos indivíduos que não tinham tido relação sexual nos últimos 12 meses. Ao serem questionados sobre a felicidade no casamento, 80% daqueles que faziam sexo com mais frequência disseram que estavam extremamente felizes - contra 59% dos que não tinham vida sexual ativa.

“Ao destacarmos a relação entre sexo e felicidade, podemos desenvolver e organizar intervenções específicas na saúde sexual dos idosos, um segmento crescente da nossa população”, diz Adrienne Jackson, autora da análise e professora da Universidade Agrícola e Mecanica da Flórida, nos Estados Unidos.

O estudo foi feito a partir de um levantamento da General Social Surveys - uma pesquisa de opinião pública que foi conduzida nacionalmente em 2004 com pessoas de mais de 18 anos de idade.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros