Brasil Domingo, 25 de Setembro de 2011, 11:08 - A | A

Domingo, 25 de Setembro de 2011, 11h:08 - A | A

CAOS NA SAÚDE

Paciente viva é encaminhada para necróterio

O médico que emitiu a declaração de óbito pediu demissão

TERRA

Imagem da Internet

A idosa estava internada no Hospital Estadual de Saracuruna (Adão Pereira Nunes), no Rio de Janeiro
A Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro informou neste domingo (25), que a idosa encontrada viva pelos familiares no necrotério do Hospital Estadual de Saracuruna (Adão Pereira Nunes), em Duque de Caxias, segue internada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) da instituição. Rosa Maria Celestrino de Assis, 60 anos, apresentava quadro de saúde inalterado nesta manhã.

A direção do hospital abriu sindicância para apurar as circunstâncias do atendimento à paciente. O médico que emitiu a declaração de óbito pediu demissão, e os demais profissionais envolvidos no caso foram afastados.

Segundo a Secretaria de Saúde, às 10h de sexta-feira (23), Rosa Maria deu entrada na unidade com atrofia cerebral com múltiplas áreas de sequela de infarto. Avaliada pelo clínico geral e pelo neurocirurgião, foi constatado um acidente vascular cerebral (AVC) e uma pneumonia que seria a causa do quadro de infecção generalizada.

Às 19h20, ainda segundo a secretaria, houve piora do quadro e constatação de morte pelo médico plantonista. No entanto, por volta das 22h os familiares foram fazer o reconhecimento do corpo no necrotério e perceberam que a paciente apresentava movimentos musculares involuntários. Ela foi levada para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde permanece internada.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros