Brasil Terça-feira, 29 de Novembro de 2011, 15:48 - A | A

Terça-feira, 29 de Novembro de 2011, 15h:48 - A | A

CORRUPÇÃO

Licitação forjada na Agricultura deu prejuízo de R$ 1 mi

Segundo auditoria da CGU, parte dos serviços eram desnecessários e não foram cumpridos

DA FOLHA DE SÃO PAULO

Divulgação

A contratação da Fundasp, ligada à PUC-SP, pelo ministério da Agricultura foi uma fraude feita com "montagem processual" e "pesquisa de preços eivada de vício" que geraram um prejuízo de R$ 1,1 milhão aos cofres públicos. A constatação é da CGU (Controladoria-Geral da República) após auditoria no ministério.

Conforme a Folha mostrou em agosto, a cúpula do ministério forjou a licitação usando documentos de outras instituição, a FGV, que jamais foi consultada sobre o procedimento. A Fundasp recebeu R$ 5 milhões pelo convênio de treinamento.

Segundo o órgão de controle, parte dos serviços eram desnecessários e não foram cumpridos, o que gerou prejuízo.

O contrato, segundo denúncia de um servidor, foi intermediado pelo lobista Julio Fróes.

Segundo a CGU, "confirmou-se que a empresa do Júlio Fróes, Instituto Antares de Ensino Superior e Projetos Educacionais, presta serviços à PUC-SP, mantida pela FUNDASP (...) Comprovou-se, ainda, que a filha do citado lobista é empregada de firma terceirizada que mantêm contrato com o ministério", informa o relatório.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros