Artigos Quarta-feira, 27 de Julho de 2011, 15:42 - A | A

Quarta-feira, 27 de Julho de 2011, 15h:42 - A | A

Existe luz no fim do túnel

Em Campo Grande, cidade que Wilson Santos mandou chupar manga quando Cuiabá foi escolhida a sede da Copa do Mundo, as obras do PAC estão acima de 90% concluídas, aqui não deve passar de 5%. Nossos vizinhos podem ter chupado manga, mas o caroço é nosso

DANIEL DINO

 

Divulgação

 

 É clichê, mas eles só existem porque são verdadeiros. Nada melhor que um dia após o outro. Após uma série de manifestações populares contra a manobra mesquinha e rasteira que resultou na criação da agência reguladora de água da capital, nossos políticos parece que finalmente ouviram a voz do povo. Existe luz no fim do túnel.

A semana começou com o prefeito Chico “Herança” Galindo tentando se justificar, elogiando seu testa de ferro Júlio Pinheiro, e garantindo que em 45 dias (sempre este número) a concorrência para a empresa que iria administrar a Sanecap estaria publicada. Na mesma coletiva de imprensa, desta vez sem o apetitoso café da manhã que afastou os colegas da audiência pública que debatia o futuro da água de Cuiabá e conseqüente golpe armado, o Chico Galindo já adiantou que o próximo alvo é o passe livre dos estudantes, mas este assunto parece que vai ficar mais um ou dois meses na gaveta.

O meu princípio de alegria, espero que prospere, veio de onde eu menos esperava, do deputado estadual Guilherme Malouf, PSDB 45, que supostamente teria convocado os quatro vereadores tucanos a apoiarem o pedido de CPI da Sanecap a ser protocolado por Lúdio Cabral, petista. Essas coisas me fazem sentir orgulho de Cuiabá, vivemos fora do Brasil! O clamor popular poderá ser ouvido ou falará mais alto as picuinhas partidárias? Será que a aprovação em caráter de urgência urgentíssima, a ponto de vereadores admitirem que não leram o projeto e, mesmo assim, votaram, teve algum incentivo a mais, aquele famoso extra curricular?

Longe eu de imaginar que essa CPI revele um mensalinho da Sanecap, isso se ela chegar a ser instalada, isso se ela não ser somente para acalmar as respostas ao golpe. Eu particularmente acredito que uma investigação policial em conjunto com uma auditoria contábil externa sobre o passado da empresa pública seria muito mais produtivo que os parlamentares, mas é um começo.

Espanta-me que até o momento nenhuma ONG ambiental se pronunciou sobre o esquema. Não sou fonte do tratamento da capital, mas acho que pelos menos uns 80% do esgoto da capital chega ao Rio Cuiabá sem tratamento. Desculpe-me os puritanos, mas em alguns pontos do Pantanal já existem verdadeiras placas de lixo e merda. É poluição que não acaba mais. Quando temos a oportunidade de dar um basta nisso, o nosso ex-prefeito, Wilson Santos, mostrou não possuir o traquejo necessário para avançar com as obras do PAC.

Em Campo Grande, a mesma cidade que Wilson Santos mandou chupar manga quando Cuiabá foi escolhida a sede da Copa do Mundo, as obras do PAC estão acima de 90% concluídas, aqui não deve passar de 5%. Que as fontes oficiais contestem estes números. Nossos vizinhos podem até ter chupado a manga, mas o caroço, pelo visto, quer sair por aqui, direto pro Pantanal.

(*) DANIEL DINO é jornalista em Cuiabá e colaborador de HiperNotícias. E-mail: dinocuiaba@gmail.com

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do site de notícias www.hnt.com.br

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Nelson Sabino 30/07/2011

Daniel você cometeu um grave engano,aqui em Campo Grande não há Pac para saneamento. Esse setor está com a iniciativa privada há quase 10 anos(Aguas de Barcelona e depois Grupo Bertin).

1 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros