Artigos Quarta-feira, 20 de Abril de 2011, 08:00 - A | A

Quarta-feira, 20 de Abril de 2011, 08h:00 - A | A

Ah minerim vivo!

Dizia um velho amigo que morava em Uberlândia (MG) quando ia fazer qualquer tipo de negocio: “Não venha tão alto como um urubu e nem tão baixo como um tatu que podemos conversar”. Coisa de mineiro.

Eu que morei em Uberaba, Minas Gerais, por cinco anos, conheci um pouco as maneiras e o modo de viver do povo daquele estado.

Dizia um velho amigo que lá morava quando ia fazer qualquer tipo de negocio: “Não venha tão alto como um urubu e nem tão baixo como um tatu que podemos conversar”. Coisa de mineiro.

Após esta frase, quem procurava o negócio já ficava de orelha em pé.

Foi desta maneira que o “Mineirim” Aécio Neves se sentou à mesa para dizer aos companheiros do seu partido (aliás, a cúpula arrogante de São Paulo), que de maneira nenhuma aceitava ser o vice de Serra.

Primeiro, menosprezaram a capacidade e o poderio de voto desse mineiro. Quando começaram a ver que a vaca caminhava a passos enormes para o brejo, tentaram convence-lo a aceitar o “pepino”.

Claro, inteligente sabedor de suas possibilidades de se eleger facilmente a qualquer outro cargo, iria esse “mineirim” sabido carregar o “melhor Ministro da Saúde do mundo” nas costas?

Falta a você agora Aécio, pensar urgentemente na possibilidade de deixar esse grupo de intelectuais de São Paulo falando sozinho. Tens carreira solo assegurada e com um futuro brilhante pela frente.

Esse povo que governa São Paulo há quase duas décadas e que neste período de chuvas chega ao cumulo de oferecer aos paulistanos a maneira como desejam morrer, se afogado dentro ou fora do carro, só lhe trarão prejuízos políticos.

Senão vejamos. Quem leu um artigo do Sociólogo FHC com o titulo “O papel da oposição”, fica “preprexo” (como dizia um velho amigo) quando ele se refere à tomada de posição pela oposição (existe isso?), que são eles mesmos. Veja o desespero do Sociólogo que diz: “Enquanto o PSDB e seus aliados persistirem em disputar com o PT influencias sobre os “movimentos sociais” ou o “povão”, isto é, sobre as massas carentes e pouco informadas, falarão sozinhos”.

Destempero total de quem levou três homéricas surras para a Presidência da República.

Fazemos, eu, você e a grande maioria do povo brasileiro, parte dessas massas carentes e pouco informadas.

Acredita o ex-presidente que nós que compomos as classes B, C e D deste país, e que na sua ótica somos mal informados e povão, lhes impusemos as fragorosas derrotas que a tucanada já está acostumada a tomar.

Acredita o Sociólogo, ex Presidente, que alguém do seu grupo se elegerá sem ajuda das “massas carentes e mal informadas” e principalmente do povão.

Acredita o Senhor FHC que seu partido será reerguido com a ajuda substancial da real família inglesa, e com os “bilhões” de votos de quem domina o capital deste país.

É por esta e muitas outras Senhor Fernando Henrique e cia., que como aqui em Mato Grosso e em vários estados da federação, seu partido consegue dia a dia “milhares” de simpatizantes, cabendo o partido todo em um triciclo.

Caberá a nós sub-raça deste país, na visão do ex-presidente Fernando Henrique, eleger todos os candidatos apoiados por ele ou pela sua tropa?

Mostremos a ele que quando enxotamo-lhes do Palácio do Planalto nós “povão sem informação”, já tínhamos certeza de que algum dia seríamos tratados dessa maneira. Só esperávamos a hora!

Sangue azul é pra poucos!

(*) EDUARDO PÓVOAS é cuiabano. E-mail: povoas@terra.com.br



Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do site de notícias www.hnt.com.br

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

José Raul Vilá Neto 05/05/2011

Sr. Eduardo Póvoas,sou de família tradicional de Cuiabá e quero dizer que conheço a vossa família e a tradição, daí dizer que voçê é povão, a muita distância entre a nobreza e a pobreza, quanto a FHC devo dizer que se o pt hoje consegue governabilidade é porque o ex-presidênte Fernando Henrique Cardoso, teve a coragem e sensibilidade de enfrentar algo terrível que era a inflação, por isso não devemos cuspir no prato que já comemos, menos por favor.

1 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros