Terça-Feira, 28 de Janeiro de 2020, 15h:30

Tamanho do texto A - A+

Seis motivos para você não consumir o miojo

O macarrão instantâneo é ultraprocessado e o consumo frequente pode gerar prejuízos à saúde, como pressão alta e colesterol ruim

Por: METRÓPOLES

Reprodução

O consumo exagerado de macarrão instantâneo faz mal à saúde devido ao alto teor de sódio, gordura e conservantes em sua composição. Além disso, o macarrão do tipo miojo ou cup noodles costuma ser frito antes de ser embalado, o que aumenta a quantidade de gorduras envolvidas na produção do alimento.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a ingestão máxima de sal por dia deve ser de apenas 4 gramas, o que equivale a uma colher rasa de café. Cada embalagem de macarrão instantâneo traz, pelo menos, o dobro deste valor, afirma a nutricionista Tatiana Zanin.

Embora a maior parte do sódio esteja no tempero pronto disponível para ser adicionado, o próprio macarrão não é uma opção saudável por ser cheio de aditivos, corantes artificiais e toxinas como, por exemplo, o glutamato monossódico.

O glutamato monossódico é um intensificador de sabor feito à base de cana-de-açúcar que pode ser indicado nos rótulos das embalagens: extrato de levedura, proteína vegetal hidrolisada ou E621.

O consumo frequente de macarrão instantâneo favorece:

1. Aumento da pressão arterial;
2. Problemas cardíacos;
3. Colesterol ruim;
4. Comprometimento renal;
5. Aumento de peso;
6. Síndrome metabólica.

A recomendação é de evitar ao máximo este tipo de refeição e optar por alimentos mais saudáveis e se possível preparados com pouco sal, como saladas frescas e legumes cozidos.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei