Variedades Quarta-feira, 25 de Novembro de 2020, 15:30 - A | A

Quarta-feira, 25 de Novembro de 2020, 15h:30 - A | A

LESÕES NO CORPO

Mulher é presa por chicotear criança de 2 anos que danificou capa de celular

UOL

Reprodução

image

Uma mulher foi presa por suspeita de chicotear um menino de dois anos depois que a criança teria danificado uma capa de celular e um cartão de crédito da acusada, na última semana. O caso aconteceu na cidade de Warnes, na Bolívia, e a criança teve ferimentos no rosto, pescoço e costas. A agressora foi identificada como Lizeth e é sobrinha da dona da casa alugada pela mãe da criança agredida. Uma segunda mulher também foi detida por ter relação com o caso.

Segundo o site espanhol El Mundo, a agressão aconteceu quando a mãe da criança foi trabalhar e deixou o menino aos cuidados da sua outra filha de 13 anos. De acordo com um atestado pericial divulgado por Eduardo del Castillo, ministro do governo local, a irmã da criança contou que a suspeita entrou no quarto em que ela estava com o irmão, tirou-a de lá e começou a espancar a criança, como forma de responsabilizar o menino que teria danificado uma capa de celular e um cartão de crédito da agressora.

As imagens da agressão foram parar na internet e a polícia local abriu uma investigação para entender o caso. Eduardo del Castillo também teve conhecimento do fato e exigiu uma investigação completa da polícia. Ele ainda informou que deu instruções para "mobilizar todos os recursos necessários" para encontrar "os culpados" pelo crime.

LEIA MAIS: Leonardo faz homenagem ao pai de Zezé di Camargo e Luciano

Glen Antelo, gerente da Ouvidoria Infantil de Warnes, explicou que já houve "atritos entre a sobrinha e as crianças no passado". A família do menino e a criança receberão auxílio psicológico e jurídico da Ouvidoria em razão da agressão.

De acordo com Ángel Morales, diretor da Força Especial de Combate ao Crime de Santa Cruz, o menino foi "aparentemente atacado com um um cabo ou um objeto mais forte". Ele ainda explicou que o Ministério Público pode classificar o caso como tentativa de infanticídio porque a criança teve ferimentos no rosto, pescoço e costas.

Segundo o site Daily Star, uma segunda mulher que não teve a identidade revelada, também foi presa por ter relação com a agressão a criança.

A investigação do caso segue em andamento.

FONTE: https://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/2020/11/24/agressao-crianca-bolivia-celular-ferimentos.htm

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram. 

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros