Sábado, 18 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

Política Segunda-feira, 28 de Novembro de 2016, 15:38 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Segunda-feira, 28 de Novembro de 2016, 15h:38 - A | A

PEDIDO DE REPACTUAÇÃO

Taques comunica ao chefe do MPE que não tem como pagar repasses atrasados do duodécimo

PABLO RODRIGO

O governador Pedro Taques (PSDB) comunicou ao procurador-Geral de Justiça, Paulo Padro, que o governo não conseguirá pagar os R$ 278,5 milhões referentes aos atrasos do duodécimo aos Poderes - Tribunal de Justiça (TJMT) e Assembleia Legislativa - e aos órgãos auxiliares, Ministério Público Estadual (MPE) e Tribunal de Contas (TCEMT).

 

O pagamento estava previsto para ocorrer no dia 30 de novembro, conforme acordo assinado em setembro passado.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

pedro taques

 

"Não temos perspectiva nenhuma de repassar esses valores porque nós não os temos. Estou sendo sincero e as contas estão abertas do Estado", reforçou o governador.

 

Segundo o chefe do Executivo, o governo vai ingressar com o pedido de repactuação dos valores. "Se o Ministério Público e os outros poderes não entenderem, o que é legitimimamente, aí a legislação e resoluções permitem entrar com uma ação civil pública para estabelecer a execução do TAC. É um direito e a lei não ofende quem quer que seja", disse Pedro Taques, durante a apresentação das contas públicas aos promotores, procuradores de Justiça do MPE.

 

O acordo, celebrado por meio de TAC, estabeleceu um cronograma para os pagamentos de 50% dos repasses atrasados referentes aos meses de julho e agosto até o dia 30 de novembro.

 

Já o restante deve ser divido em seis parcelas iguais que devem ser quitadas de janeiro a junho de 2017. 

 

O governador também explicou que o anúncio na mudança da data do repasse do duodécimo para o dia 5 de cada mês é mais uma medida por conta da atual crise financeira.

 

No entanto, Taques disse que tentará antecipar o repasse aos poderes em dezembro.

 

"Estamos analisando por partes o fluxo de caixa, em dezembro vamos tentar antecipar esse repasse por conta do Natal, mas isso só saberemos em dezembro", disse.

 

A medida preocupa os chefes dos poderes que já comunicaram que só pagarão os salários dos servidores após o recebimento do duodécimo.

 

Já o governo Taques anunciou na semana passada que o pagamento dos salários será todo dia 10 até junho de 2017.

 

Após a reunião, Paulo Prado disse que a situação preocupa, mas que qualquer decisão será tomada em conjunto com os demais poderes.

 

"Eu não tenho como falar, sem antes ouvir os demais. Nós vamos nos reunir, analisar a situação e tomar uma decisão conjunta porque situação preocupa", disse rapidamente.

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros