Sábado, 25 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

Política Sábado, 25 de Junho de 2016, 09:00 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sábado, 25 de Junho de 2016, 09h:00 - A | A

POSSÍVEL PEDALADA

Sindicalistas reúnem documentos para pedir o impeachment de Pedro Taques

JESSICA BACHEGA

Revoltados com o não-pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) de 11,28%, líderes sindicalistas de várias categorias estão reunindo documentos para iniciar um processo de impeachment contra o governador Pedro Taques (PSDB). A revelação foi feita ontem (24), pelo presidente do Sindicato dos Servidores da Carreira dos Profissionais de Desenvolvimento Econômico e Social (Sindes), Adolfo Grassi.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

adolfo grassi

Grassi é um dos sindicalistas que quer o impeachment de Taques

“Nossa intenção é buscar o impeachment do governador. O que o governador está fazendo é a mesma coisa que a Dilma fez. Pagou sem ter lei. Se tivermos chance, vamos buscar o afastamento dele sim”, declarou o sindicalista.

 

Conforme Grazi, uma equipe jurídica está estudando medidas e reunindo documentos para que se possa identificar a possibilidade de pedir o impeachment de Taques.

 

Das 32 categorias representadas pelo Fórum Sindical, 27 permanecem em greve desde o dia 1º de junho devido à falta de acordo para o pagamento da RGA.

 

No decorrer das negociações para o repasse, o governo apresentou quatro propostas para os trabalhadores, a fim de estabelecer acordo para que retornassem ao trabalho, mas nenhuma delas foi aceita pelos grevistas. 

 

As ofertas feitas pelo Estado foram classificadas como “afronta” aos servidores, que dizem que as propostas estão muito aquém do que eles têm direito.

 

A última das propostas está em projeto de lei, que já foi encaminhado para a Assembleia Legislativa (ALMT) e foi aprovado em uma primeira votação última quarta-feira (22) e seguirá para nova votação em sessão extraordinária que ocorrerá na segunda-feira (27).

 

A oferta apresentada pelo Estado, consiste no pagamento 6% da revisão geral em três parcelas. O governo condiciona os 5,28% restantes ao cumprimento dos limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

 

ADVOGADOS TAMBÉM

Este é o segundo grupo que quer o impeachment de Taques. No mês de maio, um grupo de advogados lançou um abaixo assinado eletrônico para requerer o afastamento de 17 governadores, entre os quais está Taques. 

 

De acordo com a descrição do ato, os advogados querem o apoio da Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo (OAB-SP) para requerer o impeachment de tais governadores por supostas práticas de "pedaladas fiscais".

 

O grupo afirma que, como a OAB apoiou o afastamento da presidente Dilma Rousseff (PT) para a investigação de suposto crime de responsabilidade fiscal, a mesma postura deveria ser tomada em relação aos governadores que também tenham adotado a prática.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros