Quarta-feira, 22 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,12
euro R$ 5,56
libra R$ 5,56

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,12
euro R$ 5,56
libra R$ 5,56

Cidades Terça-feira, 01 de Setembro de 2020, 17:22 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 01 de Setembro de 2020, 17h:22 - A | A

APONTA PREFEITURA

Quase 80% das mortes por Covid-19 em Cuiabá são de pessoas negras, aponta Prefeitura

REDAÇÃO

Quase 80% das mortes registradas por coronavírus em Cuiabá ocorreram em pessoas negras. Um estudo disponibilizado pela Prefeitura da Capital, nesta terça-feira (1), também revelou que a população negra representa 72% das confirmações e 73% das pessoas internadas por Covid-19. A porcentagem alarmante foi um dos destaques da semana epidemiológica nº 35, que se encerrou no dia 29 de agosto. 

Imagem Ilustrativa

covid coronavirus teste rapido

 

O levantamento ainda apontou que houve estabilidade nos números da pandemia, mas que a tendência é de que o vírus volte a ganhar força. Em relação ao número de novos casos, a redução foi de apenas 1,5%, quando comparado com a semana anterior. Já em relação as mortes, a Capital continuou com um índice elevado, com 7 óbitos por dia.

"Observamos nesta semana a manutenção no número de casos notificados e de óbitos, além do aumento do Rt, que indica a reprodução do vírus na população. Tais informações deverão ser avaliadas e monitoradas juntamente com a observação do cumprimento das exigências quanto às medidas de flexibilização na capital, visando retornar ao cenário anterior caracterizado pela redução do número de casos e de óbitos, bem como do Rt", assinalou a Prefeitura.

Entre 14 de março, data do primeiro caso de Covid-19 em residentes em Cuiabá, até 29 de agosto, foram contabilizados 18.441 casos e dentre eles 61,3% recuperados e 32,9% em monitoramento. Nesta semana (SE 35) foram 873 casos notificados contra 887, na semana anterior. 

Já o primeiro óbito por coronavírus em Cuiabá ocorreu em 15 de abril.  Em 29 de agosto, a Capital somava 1.113 óbitos, sendo 773 residentes na capital. Isto é, a taxa de letalidade registrada foi de 4,2%, se mantendo mais alta que a de Mato Grosso (3,0%) e que a do Brasil (3,1%). 

Do total de óbitos em residentes, 49 ocorreram na última semana, com 07 óbitos/dia, ou seja, um óbito a mais que a semana anterior. 

A Prefeitura também informou que a expectativa é de que os casos cresçam na próxima semana. A previsão é de que, até 5 de setembro, Cuiabá alcance 19.822 casos, isto é, um aumento em torno de 8%. A projeção, que considera a proporção de infectados e o número acumulado de casos, evidenciou, portanto, um incremento de casos mais acentuado do que o previsto para a semana anterior (5%). 

"Neste sentido, mesmo diante das medidas de flexibilização instituídas recentemente em Cuiabá, é fundamental que sejam mantidas as medidas de biossegurança, isolamento social e do uso de máscara em locais públicos, evitando aglomerações, como eventos festivos, reuniões em bares e outros", reforçou. 

Números atualizados

Três dias depois do encerramento da Semana Epidemiológia nº 35, o número de infectados pelo coronavírus na Capital já antingiu 18.761. Em 31 de agosto, 11.679 pacientes já tinham se recuperado, 419 permanecem internados e 789 perderam a vida.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros