Terça-feira, 21 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,10
euro R$ 5,53
libra R$ 5,53

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,10
euro R$ 5,53
libra R$ 5,53

Política Quinta-feira, 27 de Outubro de 2016, 15:23 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quinta-feira, 27 de Outubro de 2016, 15h:23 - A | A

GUERRA ELEITORAL

Emanuel diz que Wilson cria factoide eleitoral e cobra punição de Elias Santos

RENAN MARCEL

O candidato a prefeito de Cuiabá pelo PMDB, deputado estadual Emanuel Pinheiro, classificou a denúncia feita pelo candidato Wilson Santos (PSDB), referente aos incentivos fiscais concedidos à empresa Caramuru Alimentos S/A, como um "factoide" criado pelo tucano às vésperas das eleições.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

Emanuel Pinheiro

 

Emanuel também disse que o adversário demonstra "desespero" ao divulgar as "repetidas mentiras".

 

Ao mesmo tempo, em nota encaminhada à imprensa, Emanuel negou envolvimento no caso. Disse ainda que defende a “rigorosa apuração de todos os fatos e se houverem culpados que sejam exemplarmente punidos, pois ninguém está acima da lei”.

 

Também lembrou suposto crime eleitoral cometido pelo irmão de Wilson durante a campanha deste ano. Ex-presidente da Metamat, Elias Santos teria coagido servidores a participarem de reunião da agenda do tucano, sob ameaça de exonerar os servidores ausentes. A atitude, conforme o próprio Elias teria dito em um áudio, cumpria ordens do

governador Pedro Taques (PSDB).

 

Na manhã desta sexta-feira (27), Wilson apresentou uma série de notas fiscais que comprovariam o pagamento de propina da Caramuru para a empresária Bárbara Pinheiro e a irmã dela, a advogada Fabiola Sampaio. Bárbara é cunhada de Emanuel, casada com Marco Polo Pinheiro, o Popó.

 

As notas, que já estariam nas mãos do Ministério Público, foram entregues no gabinete de Wilson de forma anônima. Segundo o tucano, esses pagamentos seriam os principais motivos para que Emanuel fosse a justiça para participar da CPI da Renúncia Fiscal.

 

 "Agora está claro porque Emanuel brigou e foi à Justiça para ser membro da CPI. Após conseguir isso, ele indicou a cunhada, Bárbara Pinheiro, para trabalhar na CPI. E todas vezes que eu (Wilson Santos) e o deputado estadual Zé  Carlos do Pátio (SD) queríamos aprofundar nas investigações tínhamos o Emanuel como barreira", explicou o tucano.

                      

Wilson também explica que o processo para a adesão da Caramuru Alimentos ao programa de incentivo fiscais do Estado, durou apenas oito dias e logo após o seu enquadramento, os pagamentos de propinas iniciaram imediatamente.

 

Veja a nota de Emanuel na íntegra:

 

A VERDADE VAI VENCER A MENTIRA

 

Diante do desespero e das repetidas mentiras divulgadas pela campanha do candidato Wilson Santos, venho a público esclarecer:

 

1 – Nunca tive qualquer negócio ou relação empresarial com as empresas do meu irmão, Marco Polo, da minha cunhada Bárbara e da irmã dela, a advogada Fabíola, cabendo a eles as explicações sobre os honorários recebidos da empresa Caramuru.

 

2 – Defendo a rigorosa apuração de todos os fatos e se houverem culpados que sejam exemplarmente punidos, pois ninguém está acima da lei.

 

3 – Da mesma forma, exijo que o flagrante crime eleitoral cometido por Elias Santos, irmão de Wilson, que agiu, segundo ele próprio declarou, a mando do governador Pedro Taques, seja punido na forma da lei.

 

Manifesto total confiança na sabedoria do eleitor cuiabano, que não se deixará enganar por mais um factoide de Wilson Santos às vésperas da eleição.

 

As urnas darão a melhor resposta a essas mentiras.

 

Emanuel Pinheiro

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Gilston 27/10/2016

Nossa, até onde pode chegar um homem ganancioso pelo poder hen! WS ta buscando o máximo de argumento, para denegrir e destabilizar o seu concorrente, tentando arrumar discurso pra ser usado no debate amanhã. Este cidadão é muito perigoso em busca do poder. Este pessoal que hoje rodeio e apóia o WS, no futuro bem próximo serão as próxima vitimado do Galinho até o Pedro Taques, Anotem aí. - Senhor Emanuel, por favor não vá no debate, pois será mais uma cilada. Seja prudente como foi o Pedro Taques na campanha pra governo ele não foi e ganhou a eleição veja http://circuitomt.com.br/editorias/politica/49377-taques-nao-comparece-ao-debate-na-tbo.html

positivo
0
negativo
0

alceny 27/10/2016

- Com a quantidade de prova que já apareceu e o relatorio da Controladoria Geral do Estado - CGE que aponta um rombo nos cofres do Estado de 97 milhões, é bem provável que tão logo passe as eleições, vai sair umas prisões e o bloqueio de bens, como foi feito para a JBS.

positivo
0
negativo
0

Carlos Nunes 27/10/2016

Pois é, esse factoide vai render a beça; vai aparecer tanta prova, que daqui a pouco o assunto já estará no Fantástico, no Domingo Espetacular. Os Órgãos responsáveis tem que destrinchar essa estória toda, tintim por tintim, pois o que interessa realmente é a Verdade, nada mais do que a Verdade. O mais estranho nessa estória é saber por que o irmão e a cunhada não procuram o mano EP, para relatar tudo; foram procurar exatamente o WS? Essa parte não entendi bulhufas...ora se tenho um problema grave, a primeira pessoa que procuro é o meu irmão. Se não confiar no meu próprio irmão, vou confiar em quem?

positivo
0
negativo
0

3 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros