Sexta-feira, 19 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,58
euro R$ 6,09
libra R$ 6,09

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,58
euro R$ 6,09
libra R$ 6,09

Polícia Quarta-feira, 05 de Junho de 2024, 14:10 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quarta-feira, 05 de Junho de 2024, 14h:10 - A | A

OPERAÇÃO RAGNATELA

Investigação identificou liderança do CV como "cabeça" de esquema em casas noturnas da Capital

O criminoso foi preso no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, quando voltava da Capital, para onde veio em uma viagem de ‘negócios’

SABRINA VENTRESQUI
Da Redação

Investigação da Força Integrada de Combate ao Crime Organizado de Mato Grosso (FICCO/MT) identificou o faccionado do Comando Vermelho Joadir Alves Gonçalves, vulgo ‘Jogador’, como o líder do esquema criminoso que promovia shows em casas noturnas de Cuiabá e utilizava os valores para lavar dinheiro do tráfico. A ação criminosa foi descortinada durante o deslinde da Operação Ragnatela, deflagrada nesta quarta-feira (5). O criminoso foi preso no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, quando voltava da Capital, para onde veio em uma viagem de ‘negócios’. 

Segundo a decisão judicial que autorizou a ação policial, ‘Jogador’ é uma das principais lideranças do Comando Vermelho e era responsável por recolher os ganhos obtidos pela facção através de venda de drogas e pagamentos de valores relacionados à “lojinha” e à “camisa”, em bairros de Cuiabá e Várzea Grande. 

Com o valor da ‘caixinha’, Joadir comprou a casa noturna ‘Dallas Bar’ por R$ 800 mil de outro investigado identificado como Clawilson Almeida Lacava, também conhecido como ‘Gauchinho’. O investimento foi pago em espécie, em duas parcelas, uma de R$ 200 mil e outra de R$ 600 mil. 

Uma vez que o imóvel foi adquirido, ‘Jogador’ colocou o Dallas Bar em nome do empresário Willian Aparecido da Costa Pereira, o ‘Gordão’, que também é membro do Comando Vermelho. ‘Gordão’ participa da ação como ‘testa de ferro’, e é e figura central no envio e recebimento de valores investidos por ‘Jogador’ na realização de shows em Cuiabá. 

Willian Gordão utilizava um lava a jato, Expresso Lava Car, para fazer transações financeiras destinadas a 'Jogador'. Além disso, conferiu plenos poderes ao promoter e mestre de cerimônias da Câmara Municipal de Cuiabá, Rodrigo Leal, para representar o Dallas Bar em qualquer banco ou instituição financeira. 

‘Jogador’ foi preso no Rio de Janeiro ao ser flagrado com um documento falso ao retornar para a Capital Fluminense depois de vir a Mato Grosso para resolver pendências do CV. 

“Temos oito mandados de prisão ao total, sete foram cumpridos e um indivíduo está foragido. Desses oito, dois foram cumpridos no Rio de Janeiro, inclusive contra uma forte liderança do Comando Vermelho e um dos indivíduos mais procurados em MT. Ele estava morando no RJ e veio para MT para tratar de negócios da facção, quando retornou com documento falso, identificamos e imediatamente comunicamos para a Polícia Federal do RJ e ele foi preso”, informou o delegado Antônio Flávio Freire, da Polícia Federal de Mato Grosso. 

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros