Segunda-Feira, 11 de Dezembro de 2017, 16h:10

Tamanho do texto A - A+

Homem preso por não pagar travesti morre na delegacia

Por: LUIS VINICIUS

Um homem de 23 anos morreu após ter uma parada cardíaca na Central de Flagrantes de Várzea Grande, na noite de domingo (10). Clewerson Neris Assunção de Souza estava detido após se recusar a pagar um programa sexual a uma travesti, na região do Zero KM, no bairro Jardim Potiguar. O homem chegou a ser espancado por pessoas que estavam próximas a cena do crime e a Polícia Civil investiga se as agressões têm ligação com a morte do rapaz. 

 

Alan Cosme/HiperNoticias

samu

 

De acordo com informações, a Polícia Militar foi acionada por populares que estavam segurando o rapaz e a motocicleta em um posto de combustível na região do Zero KM. 

 

Ao chegar ao endereço, testemunhas disseram aos policiais que Clewerson foi a um motel com a travesti e a agrediu, tentando fugir sem pagar o programa sexual.

 

No local, no entanto, os militares também percederam que Clewerson estava pilotando a motocicleta alcoolizado, mais um motivo para a prisão. Foi constatado ainda que o licenciamento do seu veículo estava atrasado.

 

Ao ser preso, o homem informou seu endereço aos policiais, pois teria intenção de pagar o valor devido. No local, o pai dele deu a quantia de R$ 200 para quitar a dívida com a travesti.

 

Ainda conforme a PM, o homem estava com diversas lesões no corpo, devido às agressões sofridas quando foi detido por populares. Na delegacia, enquanto prestava depoimento ao delegado plantonista, o homem sofreu um mal súbito e desmaiou. Ele chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas morreu no caminho para o Pronto-Socorro de Várzea Grande.

 

O corpo de Clewerson foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exames de necropsia. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

 

 

A delegada Juliana Palhares, responsável pela investigação, prefere esperar o laudo da perícia para comentar sobre o caso. O que ela adiantou é que, a princípio, o desmaio do rapaz se deu por conta do nervosismo. 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto