Polícia Terça-feira, 26 de Janeiro de 2021, 11:02 - A | A

Terça-feira, 26 de Janeiro de 2021, 11h:02 - A | A

EM CUIABÁ

Homem morre após ser espancado pelo primo da esposa em Cuiabá

LUIS VINICIUS
DA REDAÇÃO

Um homem de 26 anos, identificado como R.L.S.O., morreu na noite de segunda-feira (25) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Pronto-Socorro de Cuiabá (HMC). Ele estava internado na unidade de saúde desde o dia 15 de janeiro após ter sido espancado pelo primo da sua esposa. O assassino agredidiu a vítima com um pedaço de madeira.

Divulgação

HMC

Divulgação

O crime foi cometido durante uma confusão familiar no bairro Pedra 90, em Cuiabá. A esposa da vítima, que não teve o nome revelado, relatou à Polícia Militar que estava em casa tomando banho quando ouviu gritos na parte externa de sua casa.

Ao ir ao local, a mulher viu o seu primo espancando o seu marido. A testemunha informou que o assassino batia a cabeça da vítima fortemente na calçada.

A mulher explicou aos policiais que o seu marido estava sem reação, pois havia ingerido muita bebida alcoólica.

Depois de algum tempo, um familiar foi ao local e impediu que as agressões continuassem. Na sequência, o agressor deixou o local dizendo que iria em sua casa buscar uma faca para matar a vítima.

Ao ouvir a ameaça do primo, a esposa da vítima foi à casa do assassino e pediu para que ele não matasse o seu marido. Porém, o agressor não atendeu ao pedido da prima e ainda desferiu uma cotovelada na mulher.

Depois da agressão, o criminoso retornou à casa da vítima e puxou a vítima para o lado externo do imóvel. Na sequência, o assassino gritou: “eu não mato na porta de residência, eu vou matar na rua".

Alan Cosme/HiperNoticias

delegado caio Albuquerque

O caso será investigado pelo delegado Caio Albuquerque da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP)

Logo depois, o assassino pegou um pedaço de madeira e bateu na cabeça da vítima. Após as agressões, o criminoso fugiu em uma bicicleta. O motivo do desentendimento das partes não foi revelado pela Polícia Militar.

Outras testemunhas chamaram uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que encaminhou a vítima à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Pascoal Ramos, na Capital.

Na unidade de saúde, o médico constatou que o homem estava com traumatismo craniano e que ele havia quebrado o maxilar esquerdo. Além disso, ele teria tido três hemorragias. Diante dos fatos, ele foi levado à UTI do Pronto-Socorro.

A vítima passou 10 dias internada, mas na noite de segunda-feira, não resistiu aos ferimentos e morreu.

O corpo do homem foi liberado por policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O caso será investigado pelo delegado Caio Albuquerque.

Até a publicação da matéria, o assassino não havia sido preso.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Maria 26/01/2021

Misericórdia!

1 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros