Sábado, 20 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,60
euro R$ 6,10
libra R$ 6,10

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,60
euro R$ 6,10
libra R$ 6,10

Polícia Terça-feira, 18 de Junho de 2024, 13:58 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 18 de Junho de 2024, 13h:58 - A | A

"PERDI A CABEÇA"

Feminicida confessa ter matado ex-namorada por ciúmes do irmão; veja vídeo

Ele foi preso na segunda-feira em Itiquira; nesta terça, Matheus passou por audiência de custódia e teve a prisão mantida pela Justiça

SABRINA VENTRESQUI
Da Redação

Matheus Martins de Araújo, de 23 anos, acusado de matar a ex-namorada Jhulia Glezia Souza Neres, de 18 anos, no último final de semana em Guiratinga (327 km de Cuiabá), confessou o crime e afirmou que ‘perdeu a cabeça’ ao descobrir que a vítima estava mantendo um relacionamento com o irmão dele.

LEIA MAIS: Polícia captura feminicida que invadiu residência e matou jovem de 18 anos a facadas

Em depoimento, o rapaz afirmou que os dois chegaram a morar juntos por cerca de um ano e meio até que decidiram romper a relação, uma semana antes do crime.

No dia dos fatos, ele foi até a residência em que Jhulia estava para ‘tirar satisfações’, pois havia descoberto uma traição e que ela estava se relacionando com o irmão dele. 

Matheus chegou a pegar o celular da ex-namorada e flagrou uma troca de mensagens entre ela e o irmão dele. Na conversa, Jhulia chamava o rapaz de ‘amor’ e pedia para que ele fosse dormir com ela. Depois de ver a conversa, Matheus alega que ‘perdeu a cabeça’ e ‘fez o que fez’. 

LEIA MAIS: Juíza mantém prisão de homem que matou ex-namorada a facadas em Guiratinga

Ele foi preso na segunda-feira (17) em Itiquira (358 km da Capital). Nesta terça-feira (18), Matheus passou por audiência de custódia e teve a prisão mantida pela Justiça.

O CRIME

Jhulia Glezia Souza Neres foi esfaqueada até a morte na noite de sábado (15), em Guiratinga. Uma amiga dela, de 16 anos, presenciou o ataque, mas conseguiu sobreviver.

As autoridades foram acionadas após receberem uma ligação informando sobre uma briga ao lado de uma residência, onde a adolescente de 16 anos estava pedindo ajuda.

Ao chegarem, os policiais encontraram Jhulia já sem sinais vitais, e a outra jovem em estado de desespero próximo ao corpo.

Conforme relatado à PM, Jhulia estava na casa da adolescente, localizada na Avenida Rio das Garças, confraternizando com a amiga. Quando decidiu voltar para casa, ela pediu que a adolescente a acompanhasse até a residência, na Travessa Uruguaiana.

Já na casa da vítima, as duas sentaram no sofá e ficaram conversando. Em determinado momento, foram surpreendidas pelo homem que invadiu a casa.

Logo que apareceu, ele tomou os celulares das vítimas e começou a ameaçá-las. O rapaz enforcou Jhulia enquanto a questionava sobre um suposto relacionamento com o irmão dele.

Jhulia tentou fugir, mas foi impedida pelo agressor, que estava armado com uma faca. Ele desferiu vários golpes no pescoço e em outras partes do corpo da vítima, enquanto a jovem de 16 anos conseguiu escapar para buscar ajuda.

A jovem tentou pedir auxílio a um homem nas proximidades, que se recusou a ajudar, mas conseguiu que uma vizinha chamasse a polícia. Quando retornou ao local, encontrou Jhulia morta. 

VEJA VÍDEO

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros